CPF Suspenso: Como Regularizar?

O CPF é um dos mais importantes documentos que nós temos. Com toda a certeza, ficar com o CPF suspenso não é uma situação agradável. Imagina a quantidade de serviços que você utiliza que precisam desse documento.

Então, se você está com o CPF suspenso, vamos te mostrar como regularizar essa situação e muito mais.

Antes de mais nada, é preciso fazer a consulta ao CPF e saber como está a sua situação cadastral.

Consultar CPF suspenso

Para que você veja em detalhes como consultar o CPF online grátis, fizemos um guia completo e simplificado.

Em resumo, você pode fazer a consulta ao CPF nos birôs de crédito como Serasa, Boa Vista SCPC ou SPC. Desse modo, você fica sabendo como está o seu nome no mercado de crédito.

Mas é na Receita Federal que você descobre como está sua situação cadastral. Ou seja, se seu CPF está regular, suspenso, pendente de regularização ou cancelado.

Dessa forma, é no site da Receita Federal que você verifica a situação cadastral e regulariza o CPF suspenso.

Passo a passo para consultar CPF suspenso

  1. Acesse a página de Comprovante de Situação Cadastral no CPF da Receita Federal.
  2. Informe o CPF e, em seguida, a data de nascimento.
  3. Por fim, confirme que você não é um robô e clique em “consultar”.

Logo após os seus dados (CPF, nome completo e data de nascimento), aparecerá a situação cadastral. Assim, você confirma se o seu CPF está suspenso ou não.

CPF suspenso: o que significa?

O CPF (Cadastro de Pessoa Física) é um documento que identifica as pessoas no banco de dados da Receita Federal. Ele é usado não apenas na Declaração do Imposto de Renda, mas também nos serviços financeiros.

Em outras palavras, para abrir uma conta em um banco, pedir um cartão ou um empréstimo, você precisa do CPF. Só para exemplificar, em 2020, na liberação do Auxílio Emergencial, muita gente teve problemas porque estava com o CPF suspenso.

De acordo com a Agência Brasil, em abril de 2020, a Receita regularizou 11 milhões de CPFs com pendências eleitorais.

Em resumo, a suspensão do CPF significa que o Cadastro da Pessoa Física está incorreto ou incompleto. No entanto, nesse caso, não há pendência na entrega das declaração do IR.

Caso haja, por exemplo, alguma declaração pendente de entrega, o CPF fica com situação cadastral pendente de regularização. Para resolver esses casos, é necessário entregar as declarações faltantes dos últimos 5 anos.

Motivo para ficar com o CPF suspenso

Na maioria dos casos, o motivo do CPF suspenso tem relação com alguma pendência eleitoral. Em outras palavras, as pessoas ficam com o CPF suspenso por não votar. 

Por exemplo, se você não compareceu às últimas eleições e também não justificou a ausência, isso consta no seu Título de Eleitor.

E já que a Receita e a Justiça Eleitoral têm compartilhamento de informações, isso tem efeito no CPF. Consequentemente, para regularizar o seu CPF suspenso, é preciso acertar as contas com a Justiça Eleitoral.

Quais as consequências?

Uma das consequências de ter o CPF suspenso, conforme dissemos acima, é não receber o Auxílio Emergencial. Mas não é só isso que pode acontecer.

Quem fica nessa situação pode ter problema em várias situações, por exemplo:

  • Não conseguir abrir uma conta corrente ou mesmo conta poupança;
  • Ter pedido de empréstimo pessoal negado mesmo com o nome limpo;
  • Ser proibido de tirar o passaporte;
  • Ficar impedido de participar de concursos públicos;
  • Não receber aposentadoria;
  • Não conseguir ser contratado em um novo emprego;
  • Deixar de receber um prêmio da loteria;
  • Ser impedido de comprar ou vender imóveis.

CPF suspenso bloqueia conta poupança?

Além das situações acima, o banco pode cancelar a conta de quem ficar com o CPF suspenso por mais de 90 dias. Com isso, é possível que a conta poupança seja bloqueada por suspensão do CPF.

Sem dúvida, esses pontos já são motivos suficientes para você regularizar o CPF suspenso, certo? Então, não perca tempo, é possível fazer a regularização na Receita Federal online.

Como regularizar CPF suspenso pela internet

Conforme informações da Receita Federal, é possível regularizar CPF suspenso pela internet. Ou seja, online e grátis. Basta acessar a página do pedido de regularização do Cadastro de Pessoa Física da Receita.

Dessa forma, será preciso preencher um formulário com os seguintes campos:

  • Número do CPF;
  • Nome completo;
  • Data de nascimento;
  • Gênero;
  • Naturalidade (ou seja, município de nascimento) e UF (unidade federativa)
  • Título de Eleitor;
  • Nome da mãe completo;
  • Documento válido (pode ser, por exemplo, RG ou CNH, Certidão de Nascimento ou de Casamento).

Em seguida, você precisará preencher seus dados de contato:

  • Endereço completo (CEP, cidade, Estado, logradouro e número)
  • Telefone com DDD.

Mas atenção! Esse procedimento para regularização do documento só pode ser feito para os casos de CPF suspenso. 

Se você tiver dúvida sobre a sua situação cadastral, verifique antes na consulta ao CPF na Receita Federal. É grátis e online.

A solicitação de regularização de CPF só é permitida para situação cadastral suspensa. Em caso de dúvida, verifique a situação cadastral do seu CPF.

Como resolver presencialmente

Eventualmente, se você não conseguir regularizar seu CPF online, pode procurar o atendimento presencial. Nesse sentido, pode ir a um dos Cartórios de Registro Civil conveniados, Correios, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal.

Entretanto, nessas instituições, o serviço de regularização é cobrado. O custo é de R$ 7, de acordo com o site da Receita Federal.

Além de pagar, você deverá apresentar os documentos necessários:

  • Documento de identificação oficial com foto (RG ou CNH, por exemplo).
  • Título de Eleitor. 

Enquanto houver a pandemia do Coronavírus (COVID-19), os eventuais atendimentos por e-mail precisarão conter uma selfie segurando o documento de identidade aberto.

Embora muitos casos se resolvam facilmente pela internet, em algumas ocasiões é necessário ir a uma unidade da Receita Federal. Nessas situações, o contribuinte é informado no momento em que for fazer a solicitação.

Com isso, começa a correr o prazo de 90 para o comparecimento e a conclusão da regularização. Caso o contribuinte não compareça no prazo, a solicitação será cancelada.

Pendente de regularização

Outra situação cadastral, bem diferente da suspensão de CPF, é a pendência de regularização. Neste caso, o contribuinte era obrigado a entregar a Declaração do Imposto de Renda nos últimos 5 anos e não entregou.

CPF suspenso significa ter o nome sujo?

Não. As duas situações não são a mesma coisa, nem mesmo uma depende da outra. Em outras palavras, você pode ter o CPF regular e estar com o nome sujo. Como também pode ter o CPF suspenso e não ter qualquer restrição de crédito.

De fato, a situação cadastral (regular, suspenso, cancelado ou pendente de regularização) é um status na Receita Federal.

Por outro lado, o nome sujo significa que você tem restrição financeira, está inadimplente nos serviços de proteção. 

Por exemplo, se você tem uma dívida negativada na Serasa, está com uma restrição de crédito. E, por isso, está com o nome sujo no mercado.

Embora as duas situações sejam bem ruins, elas são independentes. Então é possível acabar com o CPF suspenso na Receita e negativado no mercado.

Por isso, não se esqueça de manter sua situação regular na Justiça Eleitoral e na Receita Federal. E, além disso, mantenha as contas em dia para não ficar inadimplente.

Conclusão

Ficar com o CPF suspenso não é o fim do mundo, mas ainda assim é uma situação desagradável. Especialmente se você precisa receber benefícios do governo como o Auxílio Emergencial, é fundamental ter o CPF regular.

Agora você já sabe como regularizar o seu CPF, caso sua situação cadastral esteja suspensa. É possível fazer a regularização gratuitamente pela internet no site da Receita.

E para que não volte a ter o CPF suspenso, lembre-se de votar em todas as eleições. Ou, em caso de ausência, faça a justificativa eleitoral no prazo correto. Assim, seu CPF ficará sempre regular na Receita Federal.

Por fim, aproveite para conferir todos os conteúdos que preparamos sobre a pontuação do CPF, o score de crédito.

O que é Score de Crédito? [GUIA COMPLETO 2021]

Como Aumentar o Score Urgente? [Passo a Passo]

CPF na Nota Aumenta o Score? Entenda Melhor

Score Baixo? Saiba Como Resolver Online!

FAQ

Como regularizar o CPF pela internet?

De acordo com a Receita Federal, é possível regularizar o CPF Suspenso pela internet. Basta acessar a página do pedido de regularização do Cadastro de Pessoa Física da Receita. Além disso, também é possível fazer a regularização em uma agência dos Correios, do Banco do Brasil ou da Caixa Econômica. Ou ainda, você pode regularizar seu CPF nos Cartórios de Registro Civil.

Quais os motivos do CPF suspenso?

O principal motivo para ficar com o CPF suspenso é por não votar. Ou seja, por pendência eleitoral. Mas, de forma geral, é possível ter o CPF suspenso por qualquer falta de dados ou incorreção nas informações. Em outras palavras, por inconsistência no nome, data de nascimento ou filiação.

Cartão Will Bank Sem Anuidade: Como Fazer?

Com toda a certeza, a concorrência no mercado financeiro aumentou nos últimos anos. Não apenas com a chegada do Nubank, a mais famosa fintech. Mas agora também com uma nova opção: o cartão Will Bank. 

O banco digital Will Bank nasceu com base no Pag! Desde que iniciou as atividades, em 2017, oferece aos consumidores cartão de crédito sem anuidade e conta digital sem tarifas.

Então, se você quer saber como fazer o seu cartão Will Bank e ficar livre da anuidade, continue a leitura. Além disso, vamos mostrar:

O que é Will Bank?

Olá, sou um banco digital, mas pode me chamar de will.

De fato, a frase que está na primeira tela do site do Will Bank deixa bem claro o que ele é. Mas, essa nova fintech brasileira chegou com algumas ideias diferentes.

De acordo com o CEO do Will Bank, Felipe Felix, a empresa pretende diminuir a desbancarização. Ou seja, o foco são os brasileiros que não possuem conta corrente ou conta digital.

Esse público representa cerca de um terço da população. Dessa forma, o Will Bank usa a estratégia de simplificar ao máximo sua comunicação. Algo muito similar ao que o Nubank faz.

Em resumo, o Will Bank é um banco digital que oferece:

  • Conta digital para investimento com rendimento de 110% do CDI.
  • Cartão de crédito físico e virtual sem anuidade com bandeira Mastercard.

Atualmente, a fintech ainda se encontra na chamada fase Beta. Ou seja, passando por melhorias constantes e ouvindo os clientes para oferecer serviços melhores.

Will Bank banco digital

Logo que foi criado, em 2017, o Will Bank focou nos pequenos comerciantes em cidades de até 100 mil habitantes. Por isso, grande parte da estratégia inicial ficou concentrada no Nordeste brasileiros.

De lá pra cá, a fintech já teve mais de 11 milhões de pedidos de cartões de crédito. E desses, mais de 1,6 milhão foram emitidos.

Ainda assim, a ambição é muito maior. Conforme entrevistas do CEO, a meta é crescer em 2021 mais que o dobro do ano passado. Para isso, haverá um forte investimento em contratação de pessoas e tecnologia para o aplicativo.

App

O app Will Bank é gratuito e está disponível gratuitamente nas lojas de aplicativos dos smartphones:

Mas atenção. Como o Will Bank ainda está em etapa Beta, existem algumas funções que estão desabilitadas. 

Para ser um usuário beta e usar as funções primeiro, você precisa fazer um cadastro no app Will Bank. Esse cadastro também passa por análise.

Qual é o banco do Will Bank?

Conforme mostramos acima, o Will Bank é um banco digital. Assim, não existe um outro banco que o opera. Ele é o banco.

A fintech faz parte do Grupo AVISTA, corporação que atua há mais de 20 anos no setor financeiro. O Will Bank nasceu de uma evolução do Pag! Já falamos sobre ele no texto sobre 5 cartões para negativado assalariado.

A ideia de reformular o Pag! para um modelo de negócios mais amplo veio da análise da desbancarização. A empresa avaliou que uma grande parcela dos brasileiros é pouco bancarizada.

Em outras palavras, são pessoas mal atendidas pelos bancos tradicionais, mas que possuem renda e interesse em guardar dinheiro. Enfim, para iniciar a jornada dos investimentos.

Cartão de crédito Will Bank

Se você gostou da ideia de simplificar a vida financeira, diminuir os termos do economês, pode ser um cliente Will. Assim, terá à sua disposição um cartão Will Bank múltiplo – com débito e crédito.

O cartão de crédito Will Bank tem bandeira Mastercard e pode ser usado tanto na versão física quanto na digital. Com ele, você pode:

  • Sacar dinheiro em caixas eletrônicos da rede Banco14Horas.
  • Fazer compras em qualquer loja ou estabelecimento que aceite Mastercard.

Além disso, com a conta digital Will Bank, você pode fazer transferências, pagar boletos. Ou ainda investir em um CDB que tem rendimento de 110% do CDI. Ou seja, muito mais do que a poupança tradicional.

Benefícios

  • Cartão de crédito sem anuidade;
  • Abrangência internacional;
  • Tecnologia de pagamento por aproximação (contactless);
  • Bandeira Mastercard com participação no programa de fidelidade Mastercard Surpreenda;
  • Cartão Will Bank é múltiplo. Ou seja, tanto débito quanto crédito;
  • Opção de cartão virtual para todos os clientes, que pode ser usada em compras online.

Cartão para desbancarizados

De acordo com uma pesquisa do Instituto Locomotiva, o Brasil ainda tem cerca de 45 milhões de desbancarizados. Ou seja, pessoas que não têm conta em banco ou não a movimentam há mais de 6 meses.

Em outras palavras, isso representa um em cada três brasileiros. Mas essas pessoas possuem renda e são consumidoras ativas. Conforme a pesquisa, elas movimentam atualmente mais de R$ 800 bilhões.

No entanto, como estão fora do mercado financeiro e de crédito, é difícil analisar o perfil de risco dessas pessoas. Isso quer dizer que os bancos e financeiras têm dificuldade em atribuir um Score de Crédito.

O Score é uma pontuação (de 0 a mil) que indica as chances de alguém pagar as contas em dia. Quanto maior o score, mais certeza o banco tem de qua pessoa vai pagar a conta no vencimento.

Por outro lado, quem não tem conta em banco e paga tudo no dinheiro vivo, acaba com um score baixo. Entretanto, o banco digital Will Bank afirma oferecer cartão para desbancarizado. Então aproveite essa oportunidade. 

Reclame Aqui

O Reclame Aqui é um site brasileiro de reclamações contra empresas. E nos últimos anos tem sido uma fonte importante para os consumidores avaliarem as corporações.

No Reclame Aqui, o Will Bank não tem boa avaliação. Apesar de ter 245 das 246 reclamações atendidas, no geral, o banco digital possui nota 4,7 de 10.

O índice de solução das queixas é de 41,5%. Com isso, apenas 26,2% dos clientes reclamantes disseram que voltariam a fazer negócio com Will Bank.

Como resultado, a empresa está na escala “Não recomendada” pelo Reclame Aqui.

As últimas reclamações apontam falhas no pagamento de contas, demora na análise do cartão Will Bank. Além disso, aparece uma queixa de consulta excessiva ao CPF, o que fez o score do consumidor cair.

Will Bank é bom?

Enquanto na Google Play, o Will Bank tem nota 3,6, na App Store, a fintech tem nota 4,2. De um lado, existem clientes que gostam da linguagem e simplicidade. Por outro lado, há muita reclamação de falta de atendimento simples, como telefone ou chat.

Além disso, há queixas sobre reprovação no cartão, ausência da antecipação de fatura, e limite baixo. Em resumo, dizer que o Will Bank é bom talvez seja uma resposta muito pessoal.

Ou seja, algumas pessoas podem gostar e outras não. Para você conseguir dizer se o Will Bank é bom ou não, o melhor caminho é experimentar. Tente abrir a conta e veja se você é aprovado.

Entretanto, se você não gosta de testar empresas que estão no começo, talvez ainda não seja a hora de ser cliente Will Bank. Pode esperar um pouco até o banco digital sair da fase beta.

Telefone de atendimento

Apesar de em seus Termos de Uso, o Will Bank informar que a interação será realizada através:

  • Do chat no aplicativo;
  • Telefone de suporte; ou
  • Pelo e-mail oficial: atendimento@willbank.com.br.

De fato, em nenhum lugar aparece a informação do número de telefone para atendimento. Nem no site, nas redes sociais, nos Termos de Uso ou Política de Privacidade. Ao que tudo indica, o banco digital não quer que os clientes liguem para ele.

Conclusão

O mundo das fintechs está cada vez mais populoso. O que traz boas perspectivas para os consumidores. Uma vez que, com mais concorrência, melhores – e mais baratos – serão os serviços.

Nesse sentido, o crescimento do Will Bank é uma boa notícia para os brasileiros. No entanto, antes de você sair correndo para pedir um cartão Will Bank, analise alguns pontos:

  1. Você precisa de mais um cartão de crédito?
  2. Essa é a melhor empresa para você?
  3. Você terá o dinheiro para pagar a fatura?

Se todas as respostas foram sim, vá em frente. Por outro lado, se você ainda tem dúvida em relação a um desses pontos, avalie melhor. Talvez não seja o melhor momento para ser cliente do cartão Will Bank.

FAQ

Renda mínima para fazer o cartão

Infelizmente, o banco digital não informa em nenhum lugar qual é a renda mínima necessária para fazer o cartão Will Bank. No entanto, tomando como base os concorrentes, seria preciso comprovar renda de, pelo menos, um salário mínimo.

Como baixar o app Will Bank?

O app Will Bank é gratuito. Além disso, ele está disponível gratuitamente nas lojas de aplicativos dos smartphones: Android: Google Play e iPhone: App Store.

O cartão Will Bank tem anuidade?

Não. O cartão Will Bank não cobra anuidade. Além disso, ele é um cartão múltiplo (débito e crédito), e usa a bandeira Mastercard. Você pode usar tanto a versão física nas maquininhas quanto a virtual para compras online.

Como Consultar CPF Online grátis e rápido?

Sem dúvida, a importância do CPF é vista no nosso dia a dia. Ele é fundamental para conseguir um empréstimo pessoal ou um cartão de crédito. Mas você sabe como consultar CPF online?

Sim, é possível consultar CPF grátis, e vamos te mostrar diversas formas de fazer isso. Além disso, também vamos explicar:

  • O que é o CPF e para que ele serve.
  • Consultar o CPF de graça na Receita Federal, na Serasa e no SPC.
  • Como consultar o CPF de outra pessoa.
  • Se é possível fazer a consulta do CPF pelo nome.

E ainda os tipos de situação cadastral. Então, confira todos os detalhes abaixo.

Antes de mais nada, o que é o CPF?

Em resumo, a sigla quer dizer Cadastro de Pessoa Física. Ou seja, é um documento de registro dos brasileiros mantido pela Receita Federal.

A saber, ele é formado por 11 dígitos únicos, pessoais e intransferíveis. Além disso, a numeração só pode ser modificada por meio de decisão judicial.

Então tenha muito cuidado com os seus números. Porque o seu CPF é o seu principal documento. Assim que você se inscreve no Cadastro, recebe os números que serão uma identificação sua para o resto da vida.

A importância do CPF vai muito além da declaração do Imposto de Renda. Ele também é fundamental para:

Como consultar CPF online?

Para que você consiga consultar o CPF online de graça, precisará ter os números do documento. Dessa forma, poderá fazer a consulta do CPF na Receita Federal ou nos birôs de crédito, como Serasa e Boa Vista SCPC.

Além dos números, você também precisará da data de nascimento do titular do CPF.

Consulta CPF Receita Federal

Uma forma simples de fazer a consulta CPF na Receita Federal a qualquer momento é pelo aplicativo CPF Digital. O app está disponível para baixar de graça na loja de aplicativo do seu smartphone:

Porém, se você preferir fazer a consulta CPF no site da Receita Federal, siga o passo a passo:

  1. Em primeiro lugar, acesse o site da Receita Federal;
  2. Clique em “Meu CPF”;
  3. Em seguida, vá em “Consultar CPF”;
  4. Clique em “Etapas para a realização deste serviço” e escolha Consultar situação cadastral no CPF.
  5. Por fim, a consulta é feita pelo número do CPF e com a data de nascimento. Além disso, será preciso confirmar que você não é um robô.

Logo que você fizer a consulta, aparecerá na tela os dados e a situação cadastral do CPF que você consultou. Ou seja, nome completo, CPF, data de nascimento e informações sobre o comprovante.

Consultar CPF Serasa

No aplicativo ou site da Serasa, você consegue consultar de graça apenas o seu próprio CPF. Além disso, a empresa também oferece gratuitamente a consulta ao Score de crédito e a dívidas no seu nome.

Score Baixo? Saiba Como Resolver Online!

  1. Acesse o site ou baixe o app e clique em “Entrar”
  2. Informe o seu CPF e senha cadastrada. Caso não tenha cadastro na Serasa, você pode fazer na hora. É gratuito.
  3. Em seguida, você verá diversas informações sobre o seu CPF.

Desse modo, você faz a consulta pelo número do CPF e poderá verificar se possui dívidas. Além disso, também verá qual a pontuação de crédito e até como está sua situação cadastral.

No entanto, se você quer consultar o CPF de terceiros pela Serasa, existe o serviço “Você Consulta”. Mas é um serviço pago e você precisa ter os números do CPF que vai consultar. Atualmente custa R$ 35 por consulta e só pode ser pago com cartão.

Boa Vista SCPC: Consultar CPF

Para que você faça a consulta gratuita ao CPF na Boa Vista SCPC, precisará acessar o site Consumidor Positivo. Em seguida, clique em “Consulta de CPF”.

Assim como na Serasa, você precisará fazer um cadastro, caso ainda não tenha. Também é gratuito e bastante simples de fazer.

Logo depois que você informar CPF e senha, poderá ver seu painel. E também terá informações sobre Score de crédito, Cadastro Positivo e dívidas. Ou seja a consulta também é pelo número.

Consultar CPF SCP

Ao contrário da Serasa e da Boa Vista SCPC, no SPC Brasil não é possível consultar CPF grátis. Você até consegue fazer a consulta online, mas tem que pagar por isso.

Tanto a consulta do seu CPF quanto de terceiros pode ser feita na loja virtual do SPC Brasil. Entretanto, será necessário informar o número que será consultado.

Consulta CPF pelo nome

Antes que você corra o risco de cair em algum golpe, sabia que não é simples consultar CPF pelo nome. Para que seus dados sejam tratados com segurança, só existem duas maneiras de consultar o CPF pelo nome completo.

  1. Diretamente na Receita Federal. Não pelo site, mas em um atendimento presencial.
  2. Ou ainda por empresas que oferecem crédito. Mas elas não podem compartilhar a informação abertamente com os consumidores.

Ou seja, no caso das empresas a consulta pelo nome completo é exclusiva para a análise de crédito. E na Receita Federal, precisa existir um motivo e documentação para a consulta.

Em resumo, não é simples fazer uma consulta de CPF pelo nome. Ainda que seja pelo nome completo.

Então, se você quer mesmo consultar o CPF de terceiros, é fundamental ter os números da pessoa.

Pela data de nascimento

Assim como explicamos acima, a consulta do CPF só é feita pelo número. Não é possível fazer uma consulta pela data de nascimento.

Afinal, você precisaria de mais informações para definir entre as mais de 7 mil pessoas que nascem todos os dias.

Pelo RG

Assim como não é possível consultar o CPF pela data de nascimento, também não dá para fazer a consulta pelo RG.

Embora o RG (Registro Geral) também seja um documento de identificação do brasileiro, ele não é único. De fato, pouca gente sabe disso, mas é possível ter um RG em cada estado.

Sem dúvida, isso causa muita confusão e até mesmo risco de duplicidades. No entanto, é possível que uma pessoa tenha mais de um RG válido.

Logo, o RG não é um bom documento para identificação única de uma pessoa. E tão pouco ele te ajuda no momento em que você precisa consultar um CPF online.

Pelo nome da mãe

Em muitos documentos, é preciso ter o nome da mãe para realizar cadastros e preencher formulários. No entanto, também não é possível consultar CPF pelo nome da mãe.

No caso das consultas ao seu CPF nos birôs de crédito, você precisa do nome dela apenas para o cadastro. Mas já que você não vai consultar o CPF de terceiros nesse caso, não precisará fazer a busca pelo nome da mãe.

Como consultar o CPF de outra pessoa?

Agora, se o seu objetivo é realmente consultar o CPF de outra pessoa, os caminhos são:

  • Na Receita Federal
    • A consulta é gratuita.
    • Você faz a consulta pelo número e com a data de nascimento.
  • Na Serasa
    • A consulta é paga pelo serviço “Você Consulta”
    • Custa R$ 35 a cada CPF consultado. Pagamento via cartão.
    • Você faz a consulta pelo número do CPF
  • Nos Correios
    • Usa o mesmo serviço do “Você Consulta” da Serasa
    • De acordo com o site dos Correios, o serviço custa R$ 21,60

Mas atenção! Conforme informações da Serasa, os dados do “Você Consulta” são confidenciais. E o cliente que fizer a consulta é responsável por manter apenas para si as informações recebidas.

De fato, o “Você Consulta” serve para fechar negócio ou contratar uma pessoa física para prestar um serviço.

Situação Cadastral do CPF

Na maioria das vezes, quando você precisa consultar CPF é para saber a situação cadastral da pessoa na Receita Federal.

Sendo assim, confira os tipos de situação cadastral:

  • Situação Cadastral Regular

O caso mais comum é que um CPF ativo esteja em situação cadastral regular. Ou seja, não tem nenhuma pendência com a Receita Federal. Mas isso não quer dizer que não haja dívidas ou restrições de crédito.

Em outras palavras, uma pessoa pode estar com o CPF ativo, regular na Receita e ter dívidas, restrições e negativações. Estar com o nome sujo não quer dizer que o CPF não esteja regular.

  • CPF pendente de regularização

Uma pessoa com o CPF pendente de regularização provavelmente deixou de entregar a Declaração do Imposto de Renda. Ou seja, estava nos critérios de obrigatoriedade, mas não acertou as contas com a Receita Federal.

  • CPF Suspenso

Diferente da situação cadastral anterior, no caso do CPF suspenso pode acontecer por informações incorretas, incompletas. Mas também é possível ter o CPF suspenso por problemas eleitorais.

Conforme muitos brasileiros descobriram ao tentar receber o auxílio emergencial no início da pandemia do Coronavírus (COVID-19). Quem não tinha votado nem justificado, ficou com o CPF suspenso.

  • CPF Cancelado

Essa é a condição mais definitiva. Isso porque um CPF só é cancelado por decisão da Justiça ou por morte do contribuinte.

Conclusão

Agora que você já sabe a importância do CPF e já aprendeu diversas formas de consultar CPF grátis, compartilhe esse conteúdo com mais pessoas. Assim você pode ajudar quem precisa consultar o próprio nome ou o CPF de terceiros.

Lembre-se de cuidar bem do seu documento para não cair em golpes pela internet. Então, de tempos em tempos faça a consulta gratuita ao seu nome.

FAQ

Como consultar CPF pelo nome?

Não existe jeito fácil de consultar o CPF pelo nome. Sem os números do documento, você terá que procurar a Receita Federal ou empresas de crédito, que não repassam as informações para os consumidores.

Como saber se o CPF está regularizado?

Você pode descobrir se o CPF está regularizado direto no site da Receita Federal ou nos birôs de crédito. Tanto Serasa quanto Boa Vista SCPC oferecem a consulta gratuita por meio de um cadastro simples.

Como Fazer o Cartão Hering? Passo a Passo

Diversos varejistas e lojas de roupas possuem cartão de crédito próprio, e com a Hering não seria diferente. Então, se você quer um cartão Hering Store, preparamos um conteúdo completo com as vantagens e como adquirir o seu.

Sem dúvida, a marca brasileira com mais de 140 anos de história faz parte do cotidiano de muitas famílias. Seja para presentear ou para se manter na moda, muita gente compra roupas da Cia Hering ou de suas marcas. Por exemplo: Dzarm ou na moda infantil (Hering Kids e PUC).

Dessa forma, uma das melhores maneiras de adquirir os produtos e ter vantagens no pagamento é com cartão de crédito. Por isso, você vai ver:

  • Como fazer o cartão Hering e quais são os requisitos para pedir o seu.
  • As vantagens e os benefícios que ele oferece para os clientes – e a desvantagem.
  • Como consultar a fatura e a segunda via do cartão, se necessário.

E muito mais.

Cartão Hering Losango

Conforme um comunicado bem escondido no site da loja, o Cartão Hering não faz mais parte do portfólio da empresa. De acordo com o aviso, desde janeiro de 2019, a administração é totalmente feita pelo Banco Losango.

Assim, para os clientes que já possuem o cartão Hering Losango, ele continua ativo. Ou seja, é aceito em todas as lojas Hering e em qualquer estabelecimento comercial que aceite a bandeira Visa.

No entanto, os clientes que tiverem alguma dúvida podem entrar em contato diretamente com o Banco Losango. O telefone Cartão Hering é: 

  • 4004-5938 para capitais e regiões metropolitanas;
  • 0800-701-5938 para demais localidades.

O horário de atendimento é das 7h às 22h diariamente, exceto nos feriados nacionais. Além disso, também está disponível o atendimento pelo site Losango.

Vantagens e benefícios do cartão

Certamente, a primeira e principal vantagem do cartão Hering Store é fazer compras nas lojas da marca. Conforme dissemos acima, são centenas de lojas em todo o país e, com o cartão, você pode ter descontos.

Da mesma forma que outros cartões de crédito, o cartão Hering oferece até 40 dias de pagamento. Ou seja, conforme a data da compra e do fechamento do cartão, você conta com esse prazo de pagamento.

Além disso, outros benefícios são:

  • Parcelamento de contas em até 8 vezes fixas ou em 5 vezes sem juros.
  • Seguro contra perda ou roubo e seguro contra acidentes pessoais.
  • Até 4 cartões adicionais vinculados ao principal.
  • Bandeira Visa – uma das mais aceitas em todo o mundo: programa de benefícios Vai de Visa.
  • Possibilidade de fazer saques emergenciais na Rede 24Horas. Serviço com tarifa e eventuais cobranças de juros.

Desvantagem: anuidade

Sim, ao contrário de muitos cartões de crédito sem anuidade que existem no mercado, o cartão Hering tem essa cobrança. Atualmente, o valor de R$ 95,40 é dividido em 12 de R$ 7,95.

Aqui no Poupa Dinheiro, você conhece diversas opções de cartões de crédito sem anuidade.

Como fazer o cartão Hering?

Para pedir cartão Hering Store, você pode escolher entre duas formas:

  1. Em primeiro lugar, ir direto na loja. 

Atualmente a empresa tem 758 lojas em todo o país. Dessa forma, é preciso levar documento oficial com foto, CPF e comprovantes de renda e residência. Assim que chegar na loja, vá até o atendimento e peça o cartão.

  1. A outra forma é por meio da Central de Atendimento.

Pelos telefones: 4004-5938 (para regiões metropolitanas) e 0800-701-5938 (para as demais localidades).

Tanto na primeira quanto na segunda forma, haverá uma análise de crédito. Mas não se preocupe, esse procedimento não costuma demorar mais do que alguns dias. 

Em seguida, a loja entra em contato para informar se o pedido do cartão de crédito foi aprovado ou não.

Saiba mais sobre análise de crédito

Quem pode pedir cartão Hering Store

Antes que você corra para a loja para pedir o seu cartão Hering, confira se atende a todos os requisitos:

  • Não pode ter nenhuma restrição no CPF. Ou seja, nada de nome sujo, cheque sem fundo ou dívidas pendentes.
  • Precisa ser maior de 18 anos.
  • Além disso, é necessário comprovar renda de pelo menos um salário mínimo.

Segunda via cartão Hering

Caso você tenha sido roubado ou furtado, deve ligar para a Central de Atendimento do cartão, que funciona 24 horas.

  • Central de Relacionamento (telefone cartão Hering): 4004-4252 ou 4004-5757
  • Telefone SAC: 0800 729 5980
  • Deficientes Auditivos: 0800 722 4004
  • Horário de Atendimento: todos os dias (24 horas)

Fatura cartão Hering

Uma vez que você tiver o cartão em mãos, lembre-se que terá que pagar a fatura todos os meses. Ela é enviada mensalmente pelos Correios para o endereço informado no pedido do cartão.

Mas, ainda que não chegue, por exemplo, numa greve dos Correios, é sua obrigação pagar sempre em dia. Ou seja, se você tiver alguma fatura em atraso vai ter cobrança de juros e multa. Uma forma alternativa de acessar a fatura do seu cartão Hering é pelo aplicativo ou site da Losango.

App Cartão Losango

Com o app Cartões Losango, você pode controlar os seus gastos e acompanhar todas as informações do seu cartão Hering. Entre as funcionalidades do aplicativo estão:

  • Consultar limite online disponível no cartão.
  • Conferir a melhor data para fazer compras.
  • Consultar a fatura e recebimento por e-mail.
  • Gerar o código de barras para pagamento do boleto cartão Hering Losango.

Para fazer o cadastro no app Cartão Losango, siga o passo a passo abaixo:

  1. Digite seu CPF e os 4 últimos dígitos do cartão.
  2. Em seguida, informe seu e-mail e número de celular.
  3. Depois, crie uma senha para o aplicativo.
  4. Confirme o código de verificação para sua segurança.
  5. Por fim, aceite o Termo de Uso.

Pronto! Logo após esse procedimento, você pode fazer o cadastro da biometria (digital ou reconhecimento facial). No entanto, é preciso que o seu celular tenha essas funcionalidades.

Dicas para usar bem seu cartão Hering

Para que você possa fazer suas compras no cartão Hering Store sem arrependimentos, siga as dicas abaixo:

  • Em primeiro lugar, é preciso consultar o limite online. Dessa forma, você vai saber se tem crédito suficiente para fazer a compra.
  • Em segundo lugar, avalie bem se o valor da compra vai caber no seu orçamento. Ou seja, veja se você terá condições de pagar a fatura depois.
  • Caso precise parcelar a compra, não se esqueça das parcelas futuras. Por isso, é importante manter um controle financeiro, seja numa planilha, caderninho ou aplicativo.
  • Por fim, verifique a melhor data para compras. Os dias antes do vencimento da fatura são os melhores. Dão mais prazo até o pagamento. Então, consulte a melhor dada no app Cartão Losango.

Conheça a Hering

A Companhia Hering é uma empresa brasileira especializada em vestuário e com 140 anos de história. De fato, o símbolo da marca, os dois peixes está relacionado ao nome da família fundadora.

Hering é uma palavra em alemão que significa arenque, um tipo de peixe. E os dois peixinhos que formam o logotipo da empresa simbolizam os irmãos Bruno e Hermann Hering. Foram eles que fundaram a empresa em 1880.

A Hering foi a primeira empresa brasileira do segmento têxtil a exportar os seus produtos. A sede da empresa fica na cidade de Blumenau, em Santa Catarina. Além disso, a cidade também possui as principais fábricas da empresa.

Atualmente, a empresa tem capital aberto. Em outras palavras, ela é negociada na B3 (Brasil, Bolsa, Balcão) com o ticker HGTX3.

Por causa da pandemia do Coronavírus (COVID-19), a Hering precisou aumentar o seu investimento no mundo digital. Assim que lançou o seu app, teve 38 mil downloads nos primeiros 30 dias. 

Com isso, a companhia registrou um crescimento de 230,6% nas vendas pelo e-commerce. De acordo com a empresa, a Hering possui 10,2 milhões de clientes cadastrados.

No entanto, a empresa não abriu mão das lojas físicas. Muito pelo contrário. Conforme dados da Hering, no fim de 2020 havia 778 lojas na rede. Enquanto 758 estão espalhadas pelo Brasil, existem outras 20 no exterior. Assim, foram abertas 130 lojas ao longo do ano passado, mesmo com a pandemia.

Conclusão

No ano passado, os brasileiros gastaram mais de R$ 1 trilhão em cartões de crédito. Além disso, esse meio de pagamento é a principal fonte de negativação e inadimplência dos consumidores.

Ou seja, quem paga a fatura em atraso, tem que pagar juros altíssimos. Segundo a Proteste, os juros do cartão podem passar facilmente dos 300% ao ano.

Por isso, antes de pedir cartões em diversas lojas, verifique se você terá condições de pagar as faturas. E o mais importante, procure um cartão que não tenha cobrança de anuidade.

Em conclusão, se possível, procure alternativas ao Cartão Hering, já que ele cobra anuidade. Aliás, outro motivo para ficar atento é o fato de que não há uma informação fácil sobre o cartão no site das lojas Hering.

Cartão Mais! Como Solicitar? [Guia Completo]

Quer um cartão de crédito que não precisa de conta em banco, mas que dá pra pagar suas contas? Pois saiba que essas são duas das principais vantagens do Cartão Mais!

Para que você tenha todas as informações para solicitar o seu cartão, fizemos esse guia completo. Assim, trazemos os seguintes temas:

  • Passo a passo para fazer o seu cartão de crédito Mais!
  • Lista com os benefícios que esse cartão oferece para os clientes.
  • Como desbloquear e começar a usar seu cartão.
  • O aplicativo.
  • Como pegar a segunda via da fatura.

E mais: informações sobre anuidade, onde ele é aceito e – claro – como aumentar o limite.

Como fazer o Cartão Mais!

Antes de mais nada, é importante saber que existem alguns requisitos para solicitar o cartão de crédito Mais! Então confira se você tem tudo o que precisa para fazer o cartão:

  • Em primeiro lugar, é preciso ter, no mínimo, 18 anos. Ou seja, só maiores de idade podem pedir esse cartão de crédito.
  • Além disso, também é necessário ter uma renda mensal de, pelo menos, um salário mínimo vigente. Em outras palavras, atualmente, é preciso comprovar renda de R$ 1.100 por mês ou mais.
  • Por fim, o terceiro critério é ter o nome limpo. Pois haverá consulta à Serasa e SPC. Então, se tiver restrições, o pedido do cartão será negado.

Com o intuito de fazer o cadastro do cliente, também é necessário apresentar alguns documentos para pedir o cartão Mais! A saber, os documentos exigidos são:

  • Documento de identificação pessoal. Por exemplo: RG.
  • CPF.
  • Comprovante de residência. É necessário que esteja no seu nome ou de algum parente de primeiro grau.
  • Comprovação de renda. Nesse caso, servem como comprovante: holerite, extrato bancário, declaração do imposto de renda, fatura de outro cartão. E para os aposentados, pode ser o comprovante de saque de benefício do INSS.

Dois pontos de atenção sobre os documentos. Eles precisam estar bem conservados, sem rasuras ou alterações. Além disso, os comprovantes de renda e de residência não podem ter mais de 60 dias de emissão.

Pedir cartão Mais!

Atualmente, não é possível solicitar o cartão de crédito Mais! pela internet. De acordo com o site do cartão Mais!, é preciso fazer a solicitação pessoalmente em uma loja emissora.

Logo após você encontrar a loja mais próxima, pode fazer a adesão ao cartão. Para que o processo ocorra sem problemas, leve um documento com foto, CPF, comprovante de renda e de residência.

Embora a emissão do cartão não esteja acontecendo online atualmente, o Mais! está fazendo a troca para os atuais clientes. Ou seja, quem tem o cartão com bandeira Mais! pode solicitar online a troca para o cartão com bandeira Mastercard.

Benefícios do Cartão Mais!

Assim como diversos outros cartões de crédito disponíveis atualmente, o Cartão Mais! tem uma lista de vantagens. Por exemplo:

  • Pagamento de contas de consumo (água, luz, gás, telefone, TV a cabo e celular). E possibilidade de parcelar em até 3 vezes. Fique de olho nas restrições e no custo de R$ 9,99 por conta paga.
  • Recarga de celular, com crédito disponível na hora.
  • Aplicativo gratuito para fazer o controle dos gastos. Disponível na Google Play para os celulares Android, e na App Store para os telefones da Apple.
  • Parcelamento das compras em até 12 vezes sem juros.
  • Prazo de até 40 dias para começar a pagar a primeira parcela.
  • Possibilidade de saque. Consultar tarifas para usar esse serviço. Existe também um limite exclusivo para o saque e o parcelamento em até 6 vezes.
  • Escolha entre 6 opções a data de vencimento da fatura.
  • Liberação do limite imediatamente após o pagamento.
  • Adesão gratuita com até 2 cartões adicionais.
  • Fatura por email ou pelo portal do cliente.
  • Bandeira Mastercard: participação do programa de benefícios Mastercard Surpreenda. E aceitação em todos os estabelecimentos do mundo que trabalham com a Mastercard.
  • Programa de benefícios Você Pode Mais, com prêmios exclusivos e sorteios todos os dias.

Cartão Mais! tem anuidade?

Pois é, anuidade grátis não está na lista de benefícios do cartão Mais! Isso porque, esse cartão de crédito tem cobrança mensal para sua utilização. Todo mês em que houver movimentação na conta ou uso do cartão, é cobrado o valor de R$ 11,99.

Como desbloquear?

Atualmente, existem apenas duas formas de desbloquear o cartão. Em primeiro lugar, você pode usar o App Mais! Mais abaixo, falaremos mais sobre ele.

Além disso, você também pode entrar em contato com a Central de Relacionamento da empresa. Para quem está em capitais ou regiões metropolitanas, o número é o 4003-3900. Já quem mora em outras localidades, precisa ligar de um telefone fixo para 0800 729 3900. 

Mas, se você estiver fora do Brasil, e precisar bloquear o cartão, terá que ligar para o Mastercard Global Service. O telefone é o 1 636 722 8881. Essa opção é para casos de perda ou roubo no exterior.

O horário de atendimento da Central de Relacionamento é de segunda a sábado, das 8h às 22h. E aos domingos ou feriados, das 9h às 20h. E ainda disponibiliza o email: atendimento@credsystem.com.br.

Aplicativo Mais!

De acordo com informações da empresa, no app Mais!, é possível consultar e resolver tudo o que você precisa.

Além de desbloquear o cartão, você pode acompanhar a fatura e o limite. Também pode consultar o extrato e ver gráficos dos seus gastos.

Pelo aplicativo do Cartão Mais!, também dá pra descobrir o melhor dia de compra e conferir os números da sorte. Ou seja, você fica por dentro dos sorteios de prêmios exclusivos e das promoções vigentes.

Se você decidiu ser cliente do cartão de crédito Mais!, baixar o app é o melhor caminho. Conforme dissemos anteriormente, ele está disponível gratuitamente na Google Play ou na App Store.

Cartão Mais! Credsystem

O cartão Mais! é um produto da Credsystem, uma empresa especializada em conceder crédito para clientes não bancarizados e autônomos.

Desde que foi criada, em 1996, a Credsystem já emitiu mais de 25 milhões de cartões de crédito. O Cartão Mais Credsystem foi lançado em 2000, mas a parceria com a Mastercard aconteceu em 2019.

Segunda via da fatura

Os clientes do cartão Mais podem pagar a fatura de 3 formas diferentes:

  1. Nas lojas credenciadas.
  2. No aplicativo do seu banco com o código de barras.
  3. Em qualquer lotérica ou agência bancária.

Se preferir, é possível receber a fatura digital por SMS. Basta enviar uma mensagem de texto para o número 28507 com as palavras FATURAMAIS!

Em seguida, você receberá todas as informações sobre a sua fatura. Dessa forma, voc6e não tem o risco de perder a fatura.Além disso, no app Mais! também existe a opção de consultar a fatura e emitir a segunda via. Ou seja, existem muitas maneiras de conseguir a segunda via da fatura. E muitas delas são digitais, o que economiza papel.

Onde aceita o Cartão Mais?

Desde que foi realizada a parceria com a Mastercard, aumentou muito o número de lugares que aceitam o Mais! Agora, todos os estabelecimentos do mundo que recebem Mastercard aceitam o Cartão Mais!

Ou seja, você pode usar esse cartão de crédito em compras online ou em lojas físicas. E ainda aproveita as vantagens e os benefícios exclusivos da bandeira que é uma das principais do mundo. Em outras palavras, o Mais! é um cartão internacional.

Outro ponto importante é que o cartão tem tecnologia de pagamento por aproximação. O contacless (sem contato) é tão seguro quanto pagar por chip. E ainda garante que você não precise encostar na maquininha.

Qual o limite de crédito?

Para que o limite de crédito seja definido, a Credsystem realiza uma análise de crédito e de cadastro. Com isso, o cliente passa a ter um primeiro limite no cartão. Esse valor pode mudar de cliente para cliente. 

Assim, para consultar o limite disponível para você é possível consultar pelo app Mais! ou por SMS. Nesse sentido, basta enviar uma mensagem de texto para o número 28507 com as palavras LIMITEMAIS! Em seguida, você receberá informações sobre o seu limite. 

Como aumentar o limite?

Para solicitar um limite emergencial, envie LIMITEEMERGENCIALMAIS para o mesmo número (28507). Você pode solicitar um aumento do limite a cada 4 meses.

Mas lembre-se de que a cada pedido, a Credsystem realiza uma nova análise de crédito. Ou seja, a empresa consulta o seu score e o seu CPF.

Conclusão

Cartões de crédito são uma forma de pagamento que pode facilitar muito o seu dia a dia. Mas também podem levar ao endividamento e à inadimplência.

Por exemplo, no caso do Cartão Mais!, existe taxa de cobrança pelo atraso, além de juros e multa. Só para ilustrar, os juros por atraso ou do rotativo podem chegar a 782,73% ao ano.

Por isso, ao solicitar o cartão Mais!, lembre-se de manter os pagamentos em dia. E não gaste mais do que consegue pagar.

Em conclusão, compare as funcionalidades e as ofertas entre diversos cartões para escolher o melhor para você. E caso precise, listamos 5 cartões de crédito para negativado assalariado

Cartão CNPJ: O que é e Como Emitir Online?

Nos últimos anos, está aumentando o número de pessoas que precisam abrir uma empresa. E com isso, precisam se familiarizar com o Cartão CNPJ. 

Para que você entenda exatamente o que é esse documento, continue a leitura. Nesse sentido, vamos mostrar como emitir o seu Cartão CNPJ online e ainda:

  • Como consulta cartão CNPJ;
  • Curiosidades sobre o número do CNPJ;
  • CNAE no cartão;
  • Consultar CNPJ pelo CPF;
  • Consultar Inscrição Estadual;
  • Balcão Único;

E muito mais.

De acordo com uma pesquisa sobre emprego do IBGE, a pandemia de Coronavírus (COVID-19) levou a uma piora do desemprego. Pela primeira vez, nesse levantamento, menos da metade da população em idade para trabalhar estava ocupada no fim de 2020.

Com toda a certeza, essas pessoas não ficaram paradas. Afinal de contas, precisamos usar a criatividade para trabalhar e conseguir manter o sustento da família.

Confira como ganhar dinheiro com o PicPay em 2021

Em alguns casos, as pessoas se formalizam e abrem uma empresa. Em outras palavras, passam a ter um CNPJ e emitir nota sobre os serviços que realizam.

Ao passo que aumenta o empreendedorismo, mais pessoas precisam conhecer as regras e os deveres das empresas. Com isso, surgem as dúvidas como: o que é cartão CNPJ e como emitir esse documento online.

O que é cartão CNPJ?

Quando se cria uma empresa, ela passa a integrar o CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica). Assim, o número que ela recebe é o equivalente ao CPF da empresa.

Dessa maneira, o cartão CNPJ é um documento que reúne todas as informações cadastrais de uma empresa. Em outras palavras, ele comprova que uma empresa existe e que possui os registros devidos na Receita Federal.

A saber, ele também é conhecido como Situação Cadastral ou Comprovante de Inscrição. Então não se apegue a apenas um dos nomes desse documento.

De fato, o importante mesmo é saber quais informações estão em um cartão CNPJ:

  • Número do CNPJ da empresa;
  • Razão Social: nome comercial da pessoa jurídica;
  • Nome fantasia: título do estabelecimento;
  • Data de abertura;
  • Dados de contato: endereço, telefone, e-mail do responsável;
  • Código e a descrição da natureza jurídica;
  • Situação Cadastral e o motivo dessa situação;
  • Código CNAE e descrição da atividade econômica principal e secundária;

Em resumo, com o cartão CNPJ, é possível saber qual o tipo da empresa, se ela está ativa ou não. Além disso, fica mais fácil saber os contatos oficiais dela. Com isso, o documento ajuda a evitar fraudes.

Embora o nome indique que é um cartão, o documento na realidade é apenas uma página na internet. Ou seja, está mais próximo de um relatório ou comprovante. E não um cartão de crédito.

Cartão CNPJ MEI

Assim como uma empresa qualquer, o Microempreendedor Individual (MEI) também pode precisar do cartão CNPJ MEI em várias situações. Por exemplo, para abrir uma conta corrente para pessoa jurídica ou quando precisa de um crédito para a empresa.

O procedimento para emitir o cartão CNPJ MEI é o mesmo dos outros tipos de empresas. E você pode conferir o passo a passo mais abaixo.

Curiosidades sobre o CNPJ

O Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica foi criado em 1998 e substituiu o antigo CGC (Cadastro Geral do Contribuinte). Uma curiosidade é o significado dos números que compõem o CNPJ.

  • Os oito primeiros dígitos são a raiz. Ou seja, o número que identifica a empresa.
  • Os números após a barra indicam a quantidade de filiais que a empresa possui. Por exemplo, 00.000.000/0003-00 tem três filiais.
  • Já os dois últimos dígitos são um código verificador. Em outras palavras, eles validam se os números da raiz estão corretos.

O que é CNAE no cartão CNPJ?

Em resumo, CNAE é a Classificação Nacional de Atividades Econômicas. De acordo com a Receita Federal, ela é um instrumento de padronização nacional dos códigos de atividade econômica.

Assim, CNAE no cartão CNPJ é um código que identifica as atividades econômicas que a empresa exerce. Quando você consulta cartão CNPJ, encontra a CNAE aparece como:

  • Código e descrição da atividade econômica principal;
  • Código e descrição das atividades econômicas secundárias

Para que você saiba qual é a atividade exercida por uma determinada empresa, pode consultar o site da Receita Federal.

Como emitir o cartão CNPJ?

Emitir o cartão CNPJ é um procedimento bastante simples. Aliás, ele possui uma versão digital que facilita o acesso a serviços online. Por exemplo, a emissão de nota fiscal eletrônica fica mais prática com o cartão CNPJ digital.

Siga o passo a passo para consulta cartão CNPJ

  1. Em primeiro lugar, é preciso ter o número do CNPJ de uma empresa.
  2. Em seguida, acesse a página de Emissão de Comprovante de Inscrição e Situação Cadastral da Receita Federal;
  3. Informe o CNPJ e clique em consultar;

Pronto! Logo após a consulta, aparece na tela o cartão CNPJ atualizado. Com isso, você pode imprimir a página, se necessário. Por exemplo, esse documento é fundamental para abrir uma conta PJ ou para solicitar alvarás das prefeituras.

Consultar o CNPJ pelo CPF

Infelizmente, não é possível consultar o CNPJ pelo CPF. De fato, essa é uma medida de segurança para proteger os dados das pessoas físicas. Assim, se você quiser pesquisar o CPF de alguém precisará utilizar os órgão de proteção ao crédito.

Situação do CNPJ na Receita Federal

Agora que você já sabe como consulta o cartão CNPJ, é interessante entender a situação do CNPJ na Receita Federal. Por isso, listamos abaixo todas as condições possíveis e o significado de cada uma delas.

Empresa ativa

Está com o funcionamento normal e sem qualquer pendência com a Receita Federal. Ou seja, não se enquadra em nenhuma das situações abaixo.

Empresa Inapta

Se uma empresa não fizer a declaração à Receita por mais de dois anos, recebe o status de omissa. Por outro lado, em caso de endereço cadastrado não atualizado, terá status de “não localizada”. Neste caso, também pode receber o mesmo status as empresas que tiverem alguma irregularidade em operações de comércio exterior.

Nula

Uma empresa pode ficar como nula na Receita Federal caso tenha mais de uma inscrição do CNPJ. Além disso, outra causa pode ser a constatação de algum vício praticado pela empresa. Por fim, também é possível ter situação nula caso a atividade da empresa não esteja enquadrada na sua inscrição.

Suspensa

Uma empresa que solicitou a baixa, mas ainda está em processo pode ser classificada como suspensa. Também pode ficar nessa situação a empresa que tenha:

  • processo de declaração por irregularidades;
  • interrompido as atividades;
  • algum indício de fraude.

Baixada

Por fim, a situação baixada serve para casos em que o processo de baixa da empresa foi deferido.

Como consultar Inscrição Estadual?

Caso você precise consultar o cartão de inscrição estadual, será necessário seguir o passo a passo abaixo:

  1. Acesse o site do Sistema Integrado de Informações sobre Operações Interestaduais com Mercadorias e Serviços (Sintegra).
  2. Escolha uma unidade da federação para consultar a inscrição estadual. Você pode escolher pelo mapa ou pelo nome do estado na lista lateral.
  3. Informe o tipo do documento que deseja consultar: Inscrição Estadual (IE), CNPJ ou – em alguns estados – é possível consultar pelo NIRE.

Pronto, aparecerá na tela o cartão Inscrição Estadual da empresa que você consultou. A saber, NIRE é o Número de Identificação do Registro de Empresas. Ele é o registro de que a empresa existe oficialmente e está em situação legal na Junta Comercial do Estado.

Balcão Único: abertura simplificada de empresas

O Ministério da Economia lançou, no início deste ano, o Balcão Único, um projeto para facilitar a abertura de empresas. De acordo com a Agência Brasil, o objetivo governamental é reduzir o tempo e o custo para iniciar um negócio.

O projeto começou pelo município de São Paulo. Em seguida, a ferramenta passará a funcionar no Rio de Janeiro.

Conforme informações do governo, será possível abrir uma empresa em apenas um dia, sem percorrer vários órgãos distintos. De fato, bastará preencher apenas um formulário totalmente digital.

Com efeito, pela página do Balcão Único em São Paulo, é possível abrir uma empresa em poucos minutos. Em vez de passar pelas etapas tradicionais (viabilidade, DBE, Registro, Inscrição Municipal e Licenciamento), o empreendedor preenche apenas um formulário.

O processo é feito automaticamente e está disponível para as naturezas jurídicas:

  • EI,
  • LTDA e
  • EIRELI.

No entanto, neste início do projeto só poderão usar o Balcão Único os casos de abertura de matriz na capital paulista. Ou seja, o chamado evento 101. Além disso, é preciso usar um certificado digital do tipo e-CPF para assinar os documentos.

Conclusão

Embora a vida adulta pareça uma sopa de letrinhas (CNPJ, MEI, CNAE, NIRE, IE), agora tudo parece mais claro, certo? Com essas dicas, ficou muito mais fácil realizar a consulta ao cartão CNPJ e resolver eventuais burocracias.

Se você gostou deste conteúdo, compartilhe com outros empreendedores que podem precisar das mesmas dicas. Além disso, aqui no Poupa Dinheiro, você encontra muito mais informações para ter uma vida financeira saudável.

Confira nossos conteúdos sobre empréstimo, score e plano de saúde.

Como Cancelar Compra no Cartão de Crédito?

O Código de Defesa do Consumidor é claro e prevê a desistência de compras em algumas situações. Ou seja, é um direito dos consumidores brasileiros se arrependerem e receberem o dinheiro de volta. Mas não é toda e qualquer situação em que você pode cancelar uma compra no cartão de crédito.

Por isso, vamos mostrar como cancelar uma compra no cartão, o prazo para fazer isso e mais:

  • Como contestar compras em alguns dos principais cartões no Brasil.
  • e 5 razões para o cancelamento que geram estorno no cartão de crédito.

5 motivos de cancelamento que geram estorno no cartão

  1. Erro na cobrança

Caso esteja na loja e tenha ocorrido um erro na cobrança, basta pedir o estorno no mesmo momento. Em seguida, a loja pode efetuar a cobrança com o valor correto. Porém, se a loja não aceitar, o cliente pode entrar em contato com a operadora do cartão de crédito, informar o ocorrido e solicitar o cancelamento da compra.

  1. Desistência da compra online ou por telefone

Conforme explicamos no início, o Código de Defesa do Consumidor prevê a desistência de compras feitas fora do estabelecimento. Ou seja, nas compras online, por telefone ou catálogo. Nesses casos, é possível cancelar a compra no cartão de crédito e receber o reembolso.

  1. Valor cobrado maior do que o anunciado

Outro motivo para cancelar uma compra é quando a cobrança no cartão ultrapassa o anunciado. Da mesma forma, o cliente tem o direito ao estorno do valor que pagou a mais pelo produto. Mas é preciso ficar atento aos preços promocionais com data de validade.

  1. Entrega após o prazo

Não apenas a entrega após o prazo, como também o não recebimento, são motivos para cancelar uma compra. Por exemplo no caso da entrega ou instalação de móveis planejados. Por isso, uma sugestão é sempre pesquisar as reclamações em sites como o Reclame Aqui.

  1. Produto com defeito de fabricação

O quinto motivo serve tanto para compras nas lojas físicas quanto nas lojas virtuais. O defeito de fabricação é razão para o cancelamento da compra no cartão de crédito e estorno do valor.

Afinal, como cancelar compra no cartão de crédito?

Em resumo, independente do motivo para o cancelamento, o procedimento envolve entrar em contato com a administradora do cartão. Em outras palavras, o cliente precisa buscar o SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor) do cartão.

Dessa forma, será necessário explicar o motivo do cancelamento da compra e esperar o estorno do valor. Normalmente, o dinheiro é devolvido em até 2 faturas do cartão de crédito.

Porém, no caso de compras parceladas, apenas as prestações pagas são devolvidas. A administradora do cartão suspende a cobrança das parcelas futuras.

Embora o direito seja garantido por lei, em algumas situações, o cliente não recebe o estorno do valor no cartão. Nesses casos, é preciso reclamar nos serviços de defesa do consumidor, como o Procon.

Qual o prazo para cancelar uma compra no cartão de crédito?

De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, o prazo para reclamar de vícios aparentes varia conforme o produto.

  • 30 dias para serviços ou produtos não duráveis. Por exemplo: alimentos e bebidas, tintas ou mercadorias de consumo imediato.
  • 90 dias para produtos duráveis. Só para ilustrar: eletrodomésticos e veículos.

Mas atenção, esses prazos são para reclamar de defeitos ou vícios nos produtos e serviços. Depois que a empresa recebe a reclamação, ela tem 30 dias para providenciar o conserto do produto.

Ao fim deste período, o cliente tem o direito de escolher entre:

  • Receber o reembolso imediato do valor pago, com atualização monetária e sem prejuízos de perdas e danos.
  • Obter a substituição do produto por outro similar que esteja em perfeitas condições de uso.
  • Ficar com a mercadoria e ter um abatimento proporcional no preço.

Aliás, é preciso deixar claro que esses são os prazos máximos. Se uma empresa quiser, ela pode fazer a devolução do valor imediatamente, mesmo sem o período de providência  do conserto.

Cancelar compra no cartão online/pela internet

Para cancelar compra no cartão de crédito feita pela internet, você precisa avisar a loja em que fez o cancelamento. Ela é a responsável por realizar o estorno ou reembolso no cartão de crédito.

O consumidor só deve entrar em contato com a administradora do cartão caso não consiga se comunicar com a loja. Ou ainda caso a loja não realize o cancelamento.

Por exemplo, se a comida que você pediu pelo app não chegar, primeiro precisa falar com o aplicativo. Em seguida, caso não tenha atendimento, você pode procurar a administradora do cartão de crédito para suspender a cobrança.

Contestar compra no cartão de crédito

O processo para contestar uma compra no cartão de crédito tem poucas mudanças entre uma administradora e outra. Em resumo, você precisa entrar em contato e explicar o que aconteceu.

Quanto mais informações e comprovações você tiver do que aconteceu, mais rápido o processo se encerra. Como resultado, mais rápido você recebe o estorno do valor pago.

No entanto, também influencia a capacidade de atendimento ou a burocracia com que cada instituição é acostumada. Vamos ver abaixo como funciona a contestação de compra em vários cartões de crédito.

Cancelar compra no cartão Nubank

O famoso roxinho tem um sistema de atendimento bastante ágil. E dentro do aplicativo existe o passo a passo para resolver problemas com compras na função crédito.

  1. Clique no ícone da engrenagem na tela principal do aplicativo;
  2. Em seguida, selecione “Me Ajuda”;
  3. Encontre o menu “problemas com compras na função crédito”;
  4. Uma das primeiras explicações é sobre como cancelar compra no cartão de crédito.

De acordo com o Nubank, o cliente precisa solicitar o cancelamento e estorno diretamente com o estabelecimento. Porém, se não houver resposta em até 2 dias úteis, o Nubank pode ajudar.

No entanto, o cliente precisa de comprovações da tentativa de contato ou o desrespeito das políticas da empresa.

Santander

O Santander, por outro lado, inclui em seu site um grande aviso de que cabe ao estabelecimento cancelar a compra. De acordo com o site do Santander, o banco não pode garantir o cancelamento da compra.

Entretanto, o mesmo site lista uma série de situações em que o banco pode ajudar na contestação de uma compra. Por exemplo:

  • Cobrança em duplicidade: quando a mesma compra é cobrada duas vezes ou é lançada em dobro na fatura.
  • Compra não reconhecida ou não realizada.
  • Arrependimento de compra online.
  • Compra cancelada.
  • Serviço não prestado ou mercadoria não entregue.

Para realizar a contestação, o cliente terá que ligar para a Central de Atendimento do Santander. O telefone para capitais e regiões metropolitanas é o 4004-3535. Já para demais localidades, o número é o 0800 702 3535.

Conforme informações do banco, é necessário informar a data, valor da compra e o nome do estabelecimento.

Inter

Assim como o Santander, o Inter tem uma página que explica como funciona a contestação de compras no cartão. Os clientes que não reconhecem uma compra precisam ligar para a central de cartões do Inter.

O número é o 3003-4070 para as capitais e regiões metropolitanas ou 0800 940 0007 para demais localidades. Em ambos os casos, basta escolher a opção 2.

Caso o cancelamento da compra aconteça em finais de semana, haverá um prazo de 2 dias úteis para análise. Nessas situações, o Inter realiza o cancelamento do cartão. Em seguida, emite outro em até 15 dias úteis para o cliente.

Existe ainda outro detalhe sobre o Inter. O banco definiu um prazo de 45 dias a contar da data da compra para o cliente fazer a contestação.

Itaú

No caso do Itaú, o cliente pode fazer a contestação diretamente pelo aplicativo do cartão, sem grandes dificuldades. 

De acordo com o banco, basta acessar o app e clicar na compra que quer cancelar (dentro de compras recentes). Em seguida, selecione “reportar problema” e siga o passo a passo na tela.

Uma outra opção para os clientes do Itaú é ligar para central de atendimento:

  • 3003-3030 (regiões metropolitanas).
  • 0800 720 3030 (demais localidades).

Bradesco

Assim como o Santander, o site do Bradesco exibe uma mensagem de que o banco não tem como intervir. Desde que as transações sejam legítimas e realmente realizadas pelos clientes, o banco não poderá ajudar.

A recomendação é que o cliente faça o cancelamento da compra formalmente no estabelecimento, por e-mail ou carta. Quem em 2021 ainda escreve carta, eu não sei.

Porém, nos casos de compra indevida, o cliente precisará entrar em contato com uma central de atendimento do cartão.

PAN

Embora seja um banco digital, o PAN direciona o cliente para a central de atendimento em caso de cancelamento de compra. Ou seja, segue o mesmo procedimento de alguns bancões.

Conclusão

Por fim, é importante notar que cancelar compra no cartão de crédito depende muito da administradora. Além disso, o motivo do cancelamento também pode facilitar ou dificultar o processo.

Então, sempre guarde as comunicações com as lojas para o caso de precisar cancelar uma compra no cartão. Sejam e-mails, mensagens ou alertas sobre promessas, valores e prazos.

E, claro, tenha muito cuidado com o seu cartão de crédito, para não ser vítima de fraudes.

FAQ

Como é feito o reembolso?

O reembolso de compra no cartão de crédito que foi cancelada é feito na fatura. Em geral, o valor é devolvido em até duas faturas. Já que depende da data de processamento do reembolso e do fechamento da fatura.

Quando aparece o estorno na fatura?

O estorno de uma compra cancelada aparece na fatura do cartão de crédito em até dois meses. O prazo depende do momento em que o estorno foi processado e o ciclo de fechamento da fatura. O cliente pode e deve entrar em contato com o cartão de crédito para saber o prazo de uma situação específica.

Qual o prazo de cancelamento da compra?

Conforme o Código de Defesa do Consumidor, o prazo é de 7 dias nas compras online ou por telefone. Esse período é contado a partir do recebimento do produto ou da assinatura de um serviço. No caso de compras feitas no estabelecimento, o cancelamento só é realizado em caso de defeito ou danos no produto.

Cartão com Cashback: Os Melhores de 2021

Cartão de crédito, o vilão do orçamento! Será? E quando ele te devolve dinheiro conforme o seu gasto? Se você não acredita que isso existe, vou te apresentar o cartão com cashback.

De acordo com a Abecs (Associação Brasileira das Empresas de Cartão de Crédito e Serviços), o cartão está na rotina do brasileiro. 

No ano passado, os consumidores usaram o cartão de crédito quase 11 bilhões de vezes. Como resultado, gastaram mais de R$ 1 trilhão no cartão de crédito.

Agora, imagina se parte de todo esse dinheiro voltar para o seu bolso. Com toda a certeza, parece bom demais para ser verdade. Mas vou te mostrar como conseguir isso.

Além disso, você verá uma lista com os melhores cartões de crédito com cashback de 2021.

O que é cashback?

A palavra vem do inglês e reúne os termos “dinheiro” e “de volta”. Em outras palavras, cashback significa que uma parte do que você pagou é devolvido na fatura.

Os programas de recompensa existem há muito tempo. Por exemplo, uma grande parte dos cartões de crédito oferecem:

  • Anuidade zero ou desconto nesse valor para quem usa o cartão;
  • Pontos para trocas por produtos em lojas conveniadas e parceiras;
  • Vantagens em programas de fidelidade, como Vai de Visa ou Mastercard Surpreenda.

Só para exemplificar, nos Estados Unidos, existem cupons de desconto em supermercados desde 1800.

Porém, o conceito do cashback foi criado somente em 1986. O percentual de retorno começou em 1% a 3% da transação. Atualmente, o mais comum é devolver 5% de cashback no cartão de crédito.

Cartão com cashback, o que é?

Conforme a explicação acima, o cartão com cashback é aquele que devolve parte dos seus gastos. Em outras palavras, um percentual do que você pagou em uma transação retorna para você.

Assim, parece que o seu gasto foi menor. Por outro lado, é um estímulo para você usar o cartão mais vezes, já que você ganha um dinheiro a cada compra.

O importante ao buscar o cashback no cartão de crédito é saber qual o percentual de cada compra é devolvido. Além disso, procure saber também se há alguma limitação e se o cashback é por tempo limitado.

O que é cashback em fatura?

Agora que você já sabe o que é cashback e como funciona um cartão com cashback, essa pergunta fica fácil. Certo? Em resumo, o cashback na fatura é o dinheiro devolvido das suas compras diretamente na fatura.

Dessa forma, o valor do cashback é usado para reduzir o total que você tem a pagar na sua fatura. Assim, você não chega a receber o valor na conta, mas paga menos mensalmente.

Melhor cartão com cashback

O Poupa Dinheiro preparou uma lista para te ajudar a escolher o melhor cartão de crédito com cashback.

Méliuz

Foto: Site Méliuz

Desde que foi criada, em 2011, a startup brasileira Méliuz oferece cupons de desconto em lojas online e cashback. Atualmente, a plataforma também oferece um cartão de crédito Mastercard, em parceria com o Banco Pan.

Para ter direito ao cashback do Méliuz, é preciso se cadastrar. Em seguida, você procura a loja online que deseja, ativa o cashback e faz a compra normalmente. 

De acordo com a plataforma, em até 2 dias o valor aparecerá no extrato do Méliuz. Logo após receber o cashback, o cliente pode fazer o resgate diretamente para a conta bancária.

O cartão de crédito Méliuz oferece:

  • Anuidade zero;
  • Até 0,8% de cashback nas compras;
  • 1% de cashback extra nas compras feitas nas lojas online parceiras iniciadas no Méliuz;
  • Todas as vantagens de um cartão Mastercard Internacional.


E você ainda pode acompanhar os gastos do cartão no app Pan Cartões. Solicite o seu cartão de crédito com cashback no site do Méliuz.

Cartão AME cashback

Foto: Site Ame

Outra fintech com oferta de cashback é a Ame Digital, controlada pela B2W (Americanas, Submarino e Shoptime). Embora o aplicativo tenha começado como meio de pagamento, ele adquiriu a Parati Crédito Financiamento e Investimento SA.

Com isso, a carteira digital poderá oferecer conta digital, cartão de crédito, cartão pré-pago, empréstimos, integração com PIX, entre outras. Nesse sentido, já existe o cartão de crédito AME com cashback e parceria com Banco do Brasil.

De acordo com um comunicado aos investidores, o cartão AME cashback é isento de anuidade e tem aprovação automática. Em outras palavras, esse cartão pode ser emitido em até 9 minutos pelo app AME e nas lojas Americanas.

Mas, assim como qualquer outro serviço de crédito, o cartão de crédito com cashback AME precisa passar por uma análise. Ou seja, nem todo mundo que pede é aprovado.

Cartão cashback Banco do Brasil

Embora o Banco do Brasil tenha feito diversas promoções de cashback em 2020, a instituição não o benefício como padrão. Apenas na parceria com a AME Digital o banco tem cashback no cartão de crédito.

Assim sendo, se você busca a devolução de parte do seus gastos no cartão, é melhor buscar em fintechs. Já que os bancos tradicionais são mais lentos nesse tipo de oferta.

Santander

Outro dos bancões que não oferece cashback normalmente é o Santander. Essa instituição financeira ainda está na era das milhas e nas trocas de pontos em seu programa de fidelidade.

O cartão de crédito mais conhecido do Santander é o Cartão Free, que agora se chama Cartão SX. E, com ele, você tem direito à isenção da mensalidade se:

  • Gastar R$ 100 em compras todos os meses;
  • Ou se cadastrar o CPF e celular como chaves PIX no Santander.

Ainda assim, o cartão só oferece descontos nos parceiros Esfera (do Santander) e os programas de vantagens das bandeiras (Mastercard e Visa).

Next

Foto: Site Next

O Next é uma plataforma digital que tem as operações financeiras realizadas pelo Bradesco. Entretanto, por ter nascido como uma fintech, tem melhores opções que os concorrentes dos bancos tradicionais.

Por exemplo, o Next tem cashback no cartão de crédito Visa Internacional. Sem anuidade, ele oferece seu dinheiro de volta se comprar em lojas parceiras.

Mas, o Next não informa em seu site qual é o percentual que o cliente recebe de volta. Precisa ser cliente e usar o app para descobrir.

Além disso, o prazo para receber o cashback varia de 30 a 90 dias. Nas lojas internacionais, esse tempo pode chegar a 120 dias.

Cartão C6

Foto: Site C6

Desde que foi fundado, em 2018, o C6 Bank já chegou como um banco digital completo. Ou seja, com conta corrente, cartão de crédito e algumas opções de investimentos.

Na C6 Store, loja com cashback, o cliente pode usar o dobro do limite do cartão C6. E ainda ganha duas vezes mais pontos Átomo.

Além disso, você recebe 3% de cashback em pontos.

Ou seja, depois você precisa trocar esses pontos por produtos ou dinheiro na conta.

PicPay

Certamente, o Picpay é uma das fintechs mais faladas e procuradas atualmente. Não apenas oferece 210% do CDI de rentabilidade no dinheiro guardado, mas também possui um cartão com cashback.

Foto: Site PicPay

O Picpay Card não tem anuidade, faz parte do programa Mastercard Surpreenda. E ainda oferece 5% de cashback. Para que você receba o dinheiro de volta, basta usar o PicPay Card (cadastrado na carteira PicPay) na função crédito. E pronto!

Aliás, se você está interessado nessa fintech, deveria conferir o conteúdo que fizemos sobre como ganhar dinheiro com Picpay.

Mooba

A Mooba é uma startup de cashback. Quer você use o site, quer instale um plugin, você recebe alertas sobre o percentual que consegue de volta nas lojas parceiras da Mooba.

Foto: Site Mooba

De acordo com a empresa, o percentual de cashback varia de acordo com a loja e pode chegar a 25%. Além disso, com o cartão de crédito Mooba, emitido pelo PAN, você ganha 1% de cashback em todas as compras.

Porém, como nem tudo são flores, o cartão possui anuidade. Conforme o site da Mooba, o cliente paga R$ 15 por mês. Ou seja, R$ 180 de anuidade.

Entretanto, é possível ficar isento da anuidade. Para isso, é preciso gastar mais do que R$ 1.500 todos os meses. Caso o cliente não chegue a esse valor, é cobrada a mensalidade de R$ 15.

Conclusão

Em resumo, o cartão com maior cashback é o Picpay com seus 5% de dinheiro de volta. No Entanto, na Mooba, você consegue até 25% de dinheiro de volta. Mas atenção!

Mesmo que o cartão seja sem anuidade, tenha cashback, pontos e vantagens, você tem que se preocupar com seus gastos. Já que, no fim das contas, você terá que pagar a fatura integralmente ou terá que pagar juros.

Então, antes de passar o cartão, pense se você terá condições de pagar a fatura. Pois pagar o mínimo, entrar no rotativo ou ficar inadimplente torna inválido o benefício do cashback no cartão de crédito.

Por fim, lembre-se de que é importante guardar um valor todos os meses para uma reserva de emergência. Assim, caso aconteça alguma coisa, você não fica sem dinheiro e não precisa recorrer a um empréstimo.

Afinal, já falamos sobre empréstimo para negativado, e como o nome sujo deixa o score baixo. Aliás, se você já está negativado, não deixe de conferir as nossas dicas para:

Agora que você encontrou tudo o que procurava sobre cartão com cashback, está na hora de compartilhar a informação. Envie esse link para os amigos e familiares pelo Whatsapp e ajude quem busca um cartão com dinheiro de volta.

Empréstimo Consignado: Como Fazer?

Você, aposentado e pensionista do INSS… já se cansou das ligações dos bancos com ofertas de empréstimo consignado? 

Sim, a insistência das instituições financeiras é maior do que a das empresas de cobrança, certo?

Se você ainda não chegou nessa fase, mas quer saber como fazer um empréstimo consignado, está no lugar certo. O time do Poupa Dinheiro preparou um guia completo com tudo sobre o crédito consignado.

Aqui você vai ver:

  • O que é o empréstimo consignado;
  • Como fazer o seu online;
  • Qual a diferença entre o consignado e o empréstimo pessoal;
  • Onde fazer o seu crédito consignado;

O que é empréstimo consignado?

O consignado é um tipo de crédito em que as parcelas são descontadas direto na folha de pagamento.

Ou seja, o valor sai do contracheque, holerite, aposentadoria ou benefício previdenciário antes mesmo do dinheiro chegar na sua mão.

Entender o que significa empréstimo consignado é muito importante para saber a razão das taxas de juros dele serem menores.

Como o empréstimo consignado vai ser descontado direto na fonte, o risco de inadimplência é muito menor. Em outras palavras, existe muito menos chance de acontecer uma dívida, um calote.

Isso porque o cliente não tem como esquecer ou escolher não pagar quando o orçamento estiver apertado. Quanto menor o risco para o banco, menor a taxa de juros cobrada do consumidor.

Por outro lado, quem tem empréstimo consignado passa a receber menos do salário ou benefício. Porque, como dito anteriormente, o desconto é feito assim que o pagamento é depositado na conta do cliente.

Qual a diferença entre empréstimo consignado e pessoal?

De um lado, o consignado é semelhante ao empréstimo pessoal online, porque os dois são de uso livre. Ou seja, as duas linhas de crédito podem ser usadas para qualquer coisa, seja pagar contas, quitar dívidas até viajar.

Ao contrário do financiamento, que tem um objetivo específico definido no momento da contratação. Por exemplo, existem alguns tipos de financiamento:

  • o imobiliário;
  • de veículo;
  • de construção;
  • ou o estudantil.

Por outro lado, o crédito consignado tem uma limitação que o empréstimo pessoal não tem. O Banco Central limita o comprometimento com o consignado a 35% da renda disponível de uma pessoa.

Ou seja, desse percentual, 5% são destinados ao pagamento de cartão de crédito e 30% para outros gastos. Essa regra teve uma mudança temporária, confira abaixo.

Novas regras: o que muda no empréstimo consignado?

No início de outubro deste ano, o governo federal editou uma medida provisória para aumentar a margem do crédito consignado.

De acordo com a nova regra, aposentados e pensionistas do INSS poderão comprometer até 40% do benefício. Sendo 5% para o cartão e 35% para outras despesas.

O novo limite vale para empréstimos concedidos até o dia 31 de dezembro de 2020. O objetivo do governo é dar mais acesso a um crédito com taxas de juros menores.

Ainda assim, é importante lembrar que, ao contratar um empréstimo consignado, você passará a receber menos a cada mês. Uma vez que a parcela mensal será descontada do seu pagamento durante o prazo do empréstimo.

Nesse sentido, o consignado pode gerar dificuldades para quitar outras obrigações que você tenha. Portanto, é fundamental fazer uma opção consciente e ter certeza de que conseguirá pagar todas as despesas com o restante.

Qual a margem para empréstimo consignado INSS?

De acordo com as informações acima, a margem para empréstimo consignado do aposentado ou pensionista mudou temporariamente.

A regra geral mantém o limite de 35% do salário ou benefício do consumidor:

  • 5% para o pagamento de cartão de crédito;
  • 30% para saque ou pagamento de outras despesas.

Com a medida provisória, de outubro a dezembro de 2020, passa a valer um novo limite, de 40% da renda:

  • 5% para o cartão de crédito;
  • 35% para outros gastos.

Portanto, a margem para empréstimo consignado está em 40%, mas voltará ao patamar normal de 35% em janeiro de 2021.É importante ficar atento a esses valores, não apenas por respeito à regra, mas para evitar a inadimplência.

Se você já tem o empréstimo consignado e ainda tiver outras dívidas, pode ficar com o nome sujo. E, como sabemos, o empréstimo para negativado é mais difícil de conseguir e pode ter juros maiores.

Como consultar empréstimos consignados?

Existem várias maneiras de consultar empréstimo consignado e vai depender do seu perfil:

  • Aposentado e pensionista do INSS;
  • Servidor público;
  • Trabalhador da iniciativa privada.

No INSS

Para os beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), é possível obter um extrato do consignado online.

  1. Acesse o site ou aplicativo Meu INSS;
  2. Após informar CPF e senha, clique em extrato de empréstimo.

Com esse documento, você fica descobre se há empréstimos com desconto no benefício, os valores das parcelas e o prazo. Além disso, também se informa sobre a margem disponível para realizar novos empréstimos. 

No seu banco

Para servidores públicos e trabalhadores da iniciativa privada, o caminho mais fácil para consultar consignado disponível é direto no banco.

Em geral, o banco em que é feito o pagamento do seu salário tem mais informações a seu respeito. E, com isso, pode ter uma taxa de juros melhor para oferecer.

Ainda assim, vale a pena pesquisar e comprar a oferta de crédito em outros bancos. A melhor parte da concorrência é encontrar a maior vantagem para você. 

No RH da sua empresa

Para quem é CLT, outra opção é entrar em contato com o RH (Recursos Humanos) da sua empresa.Esse departamento pode ter mais informações sobre os benefícios disponíveis e consegue te orientar sobre o procedimento para consultar o consignado.

Em comparadores de crédito

Por fim, uma alternativa que tem crescido a cada dia são as empresas que comparam crédito online.

Por exemplo, Bom Pra Crédito, Finanzero e Serasa eCred são algumas empresas que prestam esse serviço.

Basta acessar o site dessas empresas, fazer um cadastro gratuito e comparar as ofertas de crédito de diversas financeiras.Em contrapartida, esses comparadores podem diminuir o seu score na Serasa e na Boa Vista SCPC.

Isso porque quanto mais consultas de crédito forem feitas no seu nome, mais a sua pontuação cai.

Como fazer empréstimo consignado online?

Todos os grandes bancos oferecem acesso ao empréstimo consignado pela internet de forma rápida e sem burocracia.Basta acessar o site ou aplicativo do seu banco para fazer a simulação e a contratação do seu crédito consignado.

Caso você queira pesquisar diversas ofertas entre os vários bancos, prefira os comparadores de crédito. Definitivamente, eles vão facilitar a sua vida.

Dicas para antes de contratar o consignado

  1. Antes de tudo, desconfie de ofertas muito vantajosas e procure instituições financeiras autorizadas pelo Banco Central.
  2. Aposentados e pensionistas devem verificar se o banco escolhido é conveniado ao INSS.
  3. Pesquise e compare o Custo Efetivo Total (CET) oferecidos em bancos e financeiras. Atenção! Nem sempre o crédito consignado tem o menor Custo Efetivo Total. É possível encontrar empréstimo pessoal com CET mais baixo.
  4. Peça uma planilha com a simulação do empréstimo consignado e todas as parcelas.
  5. Solicite todas as informações por escrito, e não aceite acordos verbais. Ou seja só de boca.
  6. Leia o contrato atentamente antes de assinar e tire todas as suas dúvidas. Não assine nada se não entender algum ponto.
  7. Não aceite a intermediação ou ajuda de pessoas que prometem acelerar o crédito. Muito cuidado, pois isso pode ser um golpe para roubar o seu dinheiro.
  8. Desconfie se a empresa ou qualquer pessoa solicitar um depósito antecipado. Não pague qualquer valor que não esteja informado no contrato.
  9. Não forneça dados pessoais a estranhos nem assine fichas em branco.
  10. Por fim, lembre-se de que a quitação antecipada dá direito a desconto proporcional dos juros contratados.

Como calcular o crédito consignado

Todos os bancos e financeiras devem apresentar as informações sobre o crédito consignado de forma clara e simples.Assim, você pode calcular o empréstimo consignado ao multiplicar o valor das parcelas pela quantidade de meses do prazo. 

Posteriormente, basta comparar montante emprestado e o total pago. A diferença entre eles são os juros e os encargos presentes no Custo Efetivo Total.

Aplicativo do banco

Outra forma de calcular o crédito consignado é por meio de um simulador de crédito. Em diversas instituições, você consegue fazer essa simulação no aplicativo do banco.

Calculadora do Cidadão

Uma alternativa para ajudar no cálculo do consignado é a Calculadora do Cidadão. Com ela, você pode informar:

  • A quantidade de meses;
  • O valor da prestação;
  • O valor financiado.

Depois disso, a calculadora informa qual é a taxa de juros mensal para você.

Exemplo

Por exemplo, vamos pegar um empréstimo consignado de R$ 6.500 com prazo de 60 meses. Neste caso fictício, o Custo Efetivo Total oferecido é de 2% ao mês.

Com isso, o consumidor pagaria uma prestação de R$ 186,99. E no fim, ao somar todas as parcelas, pagaria R$ 11.219,52.

Ou seja, pegou R$ 6.500 e vai pagar R$ 11.219,52. Tudo isso, mais de R$ 4.700, para antecipar um gasto.

Não seria melhor economizar R$ 186,99 por 35 meses e pagar à vista? Note que o tempo para economizar é quase a metade do consignado!

Como cancelar empréstimo consignado?

Para responder a essa questão sobre como bloquear ou cancelar o consignado, precisamos avaliar dois cenários:

  1. quem acabou de contratar o crédito consignado;
  2. quem já tem já começou a pagar as parcelas;

No primeiro cenário, caso a contratação tenha sido feita fora da agência, você tem 7 dias para o arrependimento. Ou seja, se foi feita pela internet, por telefone ou aplicativo, você tem esse prazo.

Essa é uma regra que está no Código de Defesa do Consumidor. Todas as empresas são obrigadas a cumprir. Qualquer problema, você pode registrar reclamação no Procon, Consumidor.gov e Banco Central.

Para o segundo caso, aí é um pouco mais complicado. Para cancelar o consignado, você precisa pagar o saldo devedor.Atenção! Se você quitar de uma vez, tem direito ao desconto dos juros que seriam cobrados com o passar do tempo.

Portabilidade do crédito consignado

A portabilidade do consignado é a transferência do seu contrato de crédito de uma instituição financeira para outra.

O consumidor pode fazer a mudança sempre que quiser. Basta observar que as condições dos juros e o valor da parcela são melhores, mais vantajosas.

Como fazer a portabilidade do crédito consignado?

Vamos ao passo a passo para fazer a portabilidade do consignado:

  1. Pesquise e compare os valores do crédito consignado em outras instituições.
  2. Verifique se a instituição escolhida tem convênio com o INSS (para aposentados e pensionistas) ou com sua empresa (iniciativa privada).
  3. Entre em contato com o novo banco para demonstrar o seu interesse.
  4. Você precisará informar Informe alguns dados ao novo banco:
    1. O número do contrato que será transferido;
    2. O banco em que o crédito foi feito;
    3. A quantidade de prestações que faltam;
    4. O saldo devedor.

As duas instituições financeiras vão se comunicar eletronicamente. O banco em que o crédito foi feito terá 5 dias úteis para responder à intenção de portabilidade do cliente.

Caso tudo ocorra normalmente, em mais 4 dias úteis a portabilidade será totalmente efetivada.

Empréstimo consignado: como quitar?

A quitação antecipada do crédito consignado pode ser feita a qualquer momento. Basta entrar em contato com o banco e solicitar a quitação ou liquidação do consignado.

Logo depois, o banco vai calcular o desconto da antecipação com base no número de parcelas antecipadas e no saldo devedor. Em seguida, você receberá um boleto e poderá pagar normalmente, com faz com as parcelas.

Tanto na hora de contratar como na hora de quitar um empréstimo, é importante ter noção do seu orçamento.

Isso é fundamental para tomar uma decisão consciente e não ter arrependimentos ou correr o risco da inadimplência.

Avalie quanto vai custar antecipar parcelas e quitar o empréstimo consignado antes de confirmar a quitação antecipada.

Qual o melhor banco para fazer um empréstimo consignado?

Para essa pergunta, é preciso levar em consideração dois pontos:

  • em quais bancos sua empresa, órgão público ou INSS tem convênio;
  • qual instituição financeira tem as menores taxas de juros.

O primeiro ponto foi respondido mais acima, quando falamos em como consultar o crédito consignado. Você pode falar direto no RH da sua empresa ou no INSS para aposentados e pensionistas.

Já a segunda questão, é preciso pesquisar, usar comparadores e contar com a ajuda do Banco Central.

Onde fazer empréstimo consignado: menores juros

No site do Banco Central, você encontra três tabelas com a taxa média de juros cobrada pelas instituições financeiras. 

Esses dados estão sempre atualizados, mas lembre-se de que são uma média.

A taxa de juros é definida pelos bancos de forma personalizada, de acordo com o perfil de cada consumidor.

Empréstimo consignado Caixa 

A Caixa Econômica Federal (CEF) tem um foco maior nos aposentados e pensionistas. Em suas comunicações, afirma que oferece o crédito consignado sem avalista e sem burocracia.

No entanto, velocidade não costuma ser um traço forte da Caixa. Então mantenha a expectativa baixa.Para funcionários de empresas privadas conseguirem o empréstimo consignado Caixa, terão que transferir o salário para a CEF.

Passo a passo para solicitar o crédito consignado na Caixa:

  1. Confirme se o seu empregador (INSS, órgão público ou empresa) tem convênio com a Caixa;
  2. Acesse o internet banking ou vá a uma agência da Caixa;
  3. Preencha e assine os formulários para fazer a contratação do consignado;
  4. Pronto! Já pode usar o crédito.

Empréstimo consignado Banco do Brasil

No Banco do Brasil, o foco é um pouco maior para os servidores públicos. Mas o banco oferece o consignado para todos os perfis.

Algumas vantagens apresentadas pelo BB são:

  • Praticidade, já que você faz a solicitação do crédito consignado de forma digital pelo aplicativo do BB.
  • Prazo estendido: o consumidor tem até 96 meses (8 anos) para pagar, a depender do convênio firmado com cada empregador.
  • Carência maior: a primeira parcela pode ser paga em até 180 dias (6 meses). Atenção! Essa condição também pode mudar de acordo com o convênio feito com cada empregador.

Quem não é cliente do Banco do Brasil, precisa ir até uma agência para consultar as condições de contratação.

Empréstimo consignado Itaú

As comunicações do Itaú são mais abrangentes e não têm tanto foco no aposentado ou pensionista.O banco, que é a maior instituição financeira da América Latina, oferece o crédito consignado de forma digital.

Você pode contratar o empréstimo consignado Itaú das seguintes formas:

  • Pelo aplicativo Itaú;
  • Pela internet, no site itau.com.br;
  • Nas agências do Itaú em todo o Brasil. 

Além disso, algumas vantagens apresentadas pelo banco são: o prazo de 90 dias para começar a pagar o crédito consignado. A antecipação a qualquer momento e a flexibilidade para o cliente escolher o valor das parcelas.

Empréstimo consignado Bradesco

Ao buscar o crédito consignado do Bradesco, tenha muita atenção com os asteriscos e com as letrinhas miúdas. Eles estão em todos os lados no site do banco.

O principal asterisco é que o consignado está sujeito a análise de crédito e pode mudar conforme a margem consignável.

As vantagens de contratar o empréstimo consignado Bradesco são:

  • Até 90 dias para pagar a primeira parcela, a depender do convênio entre o banco e o órgão ou empresa. 
  • Possibilidade de parcelar em até 8 anos (96 meses). Também varia conforme o convênio feito entre o Bradesco e o seu empregador.
  • A contratação pode ser feita pelos canais digitais do banco. Por exemplo app Bradesco, pelo internet banking ou no autoatendimento. Além, é claro, das agências.

Entre os grandes bancos, o Bradesco é o único a informar os juros de cara. As taxas do consignado são a partir de 1,26% ao mês. Lembre-se do “a partir de”!

Frequentemente, o dinheiro é liberado pelo Bradesco em até 3 dias úteis após assinar o contrato, que pode ser online.

Empréstimo consignado Santander

Entre os bancos privados o Santander é o que dá mais foco aos beneficiários do INSS para o crédito consignado.

Por outro lado, o tempo para pagar é menor do que grande parte dos outros bancos. O Santander oferece 84 meses, enquanto os outros têm até 96 meses.

A contratação do empréstimo consignado Santander pode ser feita por:

  • Internet banking;
  • App Santander;
  • ou nos caixas eletrônicos, em uma agência do banco.

Banco PAN

O Banco PAN tem um ar mais digital, menos tradicional que os 5 bancos que falamos anteriormente.

Um exemplo disso é que a contratação do crédito consignado no PAN é totalmente online. Você solicita o contrato sem sair de casa e acompanha a proposta por SMS e e-mail.

Algumas vantagens apresentadas pelo PAN:

  • Crédito para servidores públicos, aposentados e pensionistas do INSS, mesmo negativados.
  • Taxa de juros 3 vezes menor do que os empréstimos comuns.
  • Desconto de 25% em farmácias (Drogaria São Paulo e Drogaria Pacheco).

Em relação ao prazo para liberação do consignado, leva de 3 a 5 dias úteis para um novo crédito. E de 15 e 20 dias úteis, caso tenha sido feita uma portabilidade de outro banco para o PAN.

Exemplo

O Banco PAN é o único entre os apresentados a incluir no seu site informações detalhadas sobre o crédito consignado.

  • Mínimo de 12 parcelas e máximo de 96 parcelas (8 anos).
  • Valor mínimo de R$ 500 para o empréstimo.
  • Taxa de juros mínima de 1,20% ao mês e máxima de 3,70% ao mês. Com Custo Efetivo Total que varia entre 1,25% a 4,10% ao mês.

Para um consignado de R$ 17.529,18, para pagar em 72 meses, a parcela será de R$ 489,59. Neste caso, a taxa de juros informada é de 2,08% ao mês.

Mas o Custo Efetivo Total informado é de 29,81% ao ano. O que dá 2,20% ao mês. Lembre-se de usar a Calculadora do Cidadão para conferir os valores das taxas de juros.

Empréstimo consignado suspenso

Como resultado da pandemia do Coronavírus (COVID-19), foi criado um projeto de lei para suspensão do pagamento do crédito consignado.

A ideia era que a cobrança das parcelas fossem suspensas por 120 dias, enquanto durasse o estado de calamidade pública.

No entanto, esse projeto de lei está parado na Câmara dos Deputados desde o dia 22 de junho de 2020. Ou seja, o pagamento do consignado não está suspenso.

Conclusão

Por último, mas não menos importante, antes de contratar qualquer tipo de crédito, você precisa se perguntar:

  1. Eu realmente preciso desse dinheiro neste momento?
  2. Qual é a verdadeira necessidade disso? E não confunda necessidade com desejo!
  3. Essa necessidade vale o valor que você vai pagar de juros?
  4. A prestação cabe no orçamento?
  5. Como o orçamento vai ficar com a redução do salário?

Pontos de atenção!

Se você sofrer uma cobrança indevida, reclame por escrito ao banco e ao contratante. Por exemplo o INSS, o órgão público vinculado ou ao departamento de recursos humanos de sua empresa.

Em caso de fraude, é necessário procurar a polícia e fazer um boletim de ocorrência. Lembre-se de que o Banco Central não é o responsável para resolver discordâncias entre cliente e banco.

Agora que você entendeu como funciona empréstimo consignado, sabe todos os cuidados que precisa tomar para ter um crédito consciente.

FAQ
Qual é a taxa de juros de empréstimo consignado?

Apenas o crédito consignado para aposentados e pensionistas do INSS têm um limite na taxa de juros. De acordo com o Conselho Nacional de Previdência Social, o teto nesses casos é de 1,8% ao mês. Já os servidores públicos e trabalhadores da iniciativa privada não tem uma taxa limite.

Como declarar o empréstimo consignado no Imposto de Renda?

O que é matrícula empréstimo consignado?

Em alguns casos, durante uma simulação de crédito consignado, é preciso informar a matrícula. Ela nada mais é do que o número do benefício no INSS. Ou seja, só têm essa informação os aposentados e pensionistas.

O que acontece com o consignado na demissão?

Em caso de demissão, a empresa pode descontar até 30% da rescisão para quitar ou amortizar o consignado. Por exemplo, quem tem R$ 10.000 para receber pode ter até R$ 3.000 descontados para pagar o empréstimo. Caso ainda sobre um saldo a pagar, você receberá boletos mês a mês para quitar as próximas parcelas.

O que acontece com o consignado quando a pessoa morre?

A morte do consumidor não extingue a dívida. De acordo com a justiça, o pagamento deve ser feito com parte da herança. Se não houver herança ou se a partilha já tiver sido feita, a dívida passa para os herdeiros.

Empréstimo Pessoal Online: Como Fazer? Vale a Pena?

O empréstimo pessoal online é o bote salva-vidas para quem precisa trocar uma dívida cara por uma barata. Aqui você terá todas as dicas para fazer um empréstimo pela internet rápido e fácil.

Que atire o primeiro boleto quem nunca teve que escolher qual conta não será paga no prazo de vencimento.Se você já esteve entre a cruz e a espada (rotativo do cartão X cheque especial), conhece o sentimento.

Entre os educadores financeiros a dica é clara: trocar essas dívidas caras por uma mais barata. E qual é a saída? Muitas vezes é o crédito pessoal.

Por isso, agora vamos ver tudo sobre como fazer o seu sem sair de casa e mais:

  • O que é empréstimo pessoal?
  • Como fazer empréstimo online?
  • Quais os benefícios desse tipo de crédito?
  • Se é seguro fazer empréstimo pela internet e quais cuidados você deve tomar.
  • Empréstimo para aposentado, para quem tem score baixo, com garantia.
  • E, claro, qual a melhor financeira para empréstimo pessoal online.

O que é empréstimo pessoal?

Fala sério, quando você pesquisou no Google “empréstimo”, viu a quantidade de propaganda que apareceu?

E quantos links de fato te explicam mais sobre o significa o termo que você pesquisou para te ajudar? Imagino que a resposta seja “não”.

Bom, vamos resolver isso agora! De forma simples, o empréstimo pessoal é um tipo de crédito. Assim como o financiamento, o cartão de crédito e o cheque especial.

Com o crédito pessoal, você pede emprestado um dinheiro ao banco ou financeira. E se compromete a devolver o valor com juros ao longo do tempo.

Foto: Unsplash

É importante saber que as instituições financeiras não são obrigadas a conceder empréstimos ou financiamentos a quem quer que seja. Em outras palavras, elas podem estabelecer as próprias regras e critérios para isso decidir a quem conceder o crédito.

Qual a finalidade?

O empréstimo pessoal online, diferentemente do financiamento, não tem uma finalidade definida.

Ou seja, você pode usar o dinheiro do empréstimo livremente, como bem entender.

Por exemplo, o financiamento é específico: seja imobiliário, estudantil, de veículo ou de construção. Quando você pega o dinheiro já sabe para que vai usar.

Já o empréstimo pode ser usado para qualquer coisa. Seja pagar uma dívida, investir em um negócio ou viajar. Enfim, vai da sua necessidade.

Mas atenção: não ter finalidade não significa que não tenha responsabilidade, hein! Tenha certeza de que você precisa do dinheiro e, principalmente, de que vai conseguir pagar as parcelas sempre no prazo.

Caso contrário, você pode ficar inadimplente (com o nome sujo) e piorar sua situação. Além disso, com certeza terá que pagar multas e juros.

Taxa de juros do empréstimo

Outra característica do empréstimo pessoal online é que a taxa de juros é livre. Ou seja, o Banco Central não define um limite ou teto para o quanto bancos e financeiras podem cobrar.

Nesse sentido, as taxas variam de banco para banco. Isso quer dizer que você pode encontrar empréstimos com juros a partir de 1% ao mês.

Por outro lado, também existem aquelas empresas que cobram mais de 26% de juros por mês. São os bancos e as financeiras que decidem quanto vão cobrar. E essas instituições podem usar taxas diferentes para cada tipo de consumidor.

Em contrapartida, as instituições financeiras são obrigadas a informar, antes da contratação, o Custo Efetivo Total (CET), de cada operação.

Portanto, é fundamental pesquisar, simular e comparar as opções de crédito disponíveis para encontrar o melhor para o seu bolso. Além disso, não aceite a primeira proposta que aparecer, e utilize ferramentas de simulação de empréstimo.

Risco de crédito

O risco de crédito é fundamental na definição da taxa de juros. Quanto menor o risco de inadimplência ou de calote, menores serão os juros e o Custo Efetivo Total.

Por outro lado, o empréstimo para negativado – quando acontece – costuma ter taxa de juros muito alta.

Maiores até do que o cartão de crédito ou cheque especial.

Assim, o melhor que você pode fazer para conseguir um crédito com juros baixos é manter o nome limpo.

Para entender qual é o seu risco de crédito, você pode consultar o seu score.

Tanto na Serasa quanto na Boa Vista SCPC, é possível conferir a pontuação de crédito do seu CPF online grátis.

E se precisar aumentar o score urgente para conseguir aprovação no crédito, temos o passo a passo para você.

Como fazer empréstimo online?

Agora sim, vamos ao que interessa, como conseguir empréstimo rápido pela internet:

Diversas financeiras e também bancos oferecem a simulação de empréstimo pessoal online. Essas instituições também colocam à disposição dos consumidores aplicativos para solicitar o crédito.

Mas se você colocar seu CPF em todo site que disser “empréstimo rápido, simples e fácil”, seu score vai cair.Cair só não, vai despencar. Correr por ai atrás de crédito alerta o mercado que o seu risco de não pagar as contas aumentou. Então, CUIDADO!

Uma outra opção é usar os comparadores de crédito. Os mais conhecidos são Finanzero, Bom Pra Crédito e Serasa eCred.

Essas plataformas reúnem várias empresas no mesmo lugar. E com apenas uma consulta, você visualiza diferentes opções de crédito.

Todas elas funcionam basicamente da mesma forma:

  1. Antes de tudo, você acessa o site de qualquer uma delas.
  2. Logo depois, você faz uma simulação empréstimo pessoal.
  3. Em seguida informa seu CPF e faz um cadastro com algum contato (e-mail ou telefone) e senha.
  4. Por último, são apresentadas as propostas ou ofertas de crédito.

Fique atento, porque a aprovação do crédito não é feita por essas plataformas.

Elas encaminham os seus dados para os bancos e financeiras que fazem a análise de crédito antes da aprovação.

Mas todo esse processo é online e não costuma ser demorado. Posteriormente, é possível que você tenha que enviar, também pela internet, documentos para a análise de crédito.

Calculadora do cidadão

Uma ferramenta grátis, fácil e rápida que ajuda a ter ideia do custo do empréstimo pessoal é a Calculadora do Cidadão. Ela foi criada pelo Banco Central e permite fazer simulações de serviços financeiros sem impactar no seu score.

Na parte de financiamento, você pode informar o valor financiado, a quantidade de meses e a taxa de juros. E saber qual será o valor fixo da parcela. 

Ou, caso queira saber os juros que vai pagar em um empréstimo online, basta informar o total financiado, a parcela e quantidade de meses.

A Calculadora do Cidadão é gratuita e pode ser usada tanto pelo site do Banco Central, como por aplicativos.

Ela está disponível nas lojas dos celulares Android e iPhone.

Além de calcular as parcelas de um empréstimo ou financiamento, com a Calculadora do Cidadão, você também pode simular:

  1. Aplicação com depósitos regulares, para calcular um investimento por exemplo;
  2. Valor futuro de um capital, para simular um valor que vai render sem aportes ao longo do tempo;
  3. Correção de valores já aplicados pela poupança, inflação ou Selic. Essa é uma funcionalidade que ajuda a atualizar valores passados com 5 índices diferentes.

Quais os benefícios do empréstimo?

Os principais benefícios do empréstimo pessoal pela internet são

Simplicidade

É simples encontrar ofertas de empréstimo pela internet. E também é descomplicado seguir o passo a passo das ferramentas digitais. 

A parte mais trabalhosa é encontrar os juros baixos. Mas você já sabe o caminho para usar os comparadores de crédito a seu favor.

Facilidade

É muito fácil simular e solicitar empréstimo pessoal online a qualquer hora e de qualquer lugar. Existem muitas opções disponíveis hoje pela internet e com poucos cliques você pode pedir o seu.

Mas não se esqueça de que quanto mais fácil, mais você precisa tomar cuidado. A facilidade pode ser uma armadilha de criminosos para roubar os seu dados. Ou pode significar taxa de juros maiores.

Rapidez

Em poucos cliques você pede o seu crédito. Em pouco tempo passa por uma análise. E em poucos dias o dinheiro cai na sua conta.

Todo o processo de solicitar empréstimo pela internet é muito ágil. Nos comparadores de crédito, tem empresa que disponibiliza o dinheiro no dia seguinte à aprovação.

Por ser menos burocrático do que o financiamento, o empréstimo tem mais rapidez no processo.

Análise digital

As empresas que oferecem o crédito online têm a capacidade de fazer a análise de crédito digital. Com o seu CPF e mais algumas informações, elas já conseguem avaliar o seu perfil e o risco de inadimplência.

Assim, elas conseguem ter agilidade para aprovar o crédito. E você não precisa nem sair de casa para pedir seu empréstimo.

Aprovação online

Com solicitação pela internet, análise digital, não seria a aprovação que ficaria offline, certo?

Pois é, a aprovação do empréstimo pessoal online também é rápida e sem burocracia.

Depois que seu perfil é aprovado, o dinheiro cai na conta corrente que você informou para o banco ou financeira.

Empréstimo pessoal online é seguro?

Confiança e segurança são dois quesitos muito importantes em relação ao crédito pessoal.

O empréstimo em si é seguro e confiável. A questão é a instituição financeira que você vai contratar.

Você precisa dar atenção à reputação da empresa antes de fechar negócio. E também existem alguns critérios para confiar ou não em uma empresa digital.

Depósito antecipado

Em primeiro lugar, é preciso saber que as instituições financeiras são proibidas pelo Banco Central de cobrar depósito antecipado.

Ou seja, não pode ter taxa para liberação de qualquer tipo de crédito. Em outras palavras, nada de pagar qualquer valor antes de receber o seu empréstimo, ok?

Para consultar se uma empresa é autorizada pelo Banco Central, consulte o site do Bacen.

Reclame Aqui

O meio mais fácil de pesquisar a reputação de uma empresa é o Reclame Aqui. Com ele, você consegue saber se ela é segura e confiável.

Caso você ainda não o conheça, o Reclame Aqui é um site que reúne queixas sobre atendimentos, serviços e produtos.

As empresas também respondem às reclamações. Assim você consegue ter uma ideia do atendimento delas.

Consumidor.gov

Já o Consumidor.gov.br é um serviço público e gratuito que também faz a interlocução entre consumidores e empresas.

Nele, é possível ver reclamação de outros consumidores no link Indicadores. Outros dados interessantes são o índice de solução, a satisfação do atendimento e o prazo médio para respostas.

Empréstimo pessoal para autônomo

Atualmente, o Brasil tem quase 30 milhões de trabalhadores autônomos, profissionais liberais ou que trabalham por conta própria.

Para esses profissionais, é muito difícil (para não dizer impossível) conseguir um empréstimo consignado.

Já que estabilidade ou vínculo empregatício com empresas parceiro dos bancos. Então, o empréstimo pessoal para autônomo é, na maioria das vezes, a única opção de crédito rápido.

Mas é preciso pesquisar bastante para encontrar um empréstimo com juros baixos. Confira algumas dicas.

Comprovante de renda

Mesmo sem ter renda mensal fixa, é possível encontrar um empréstimo pessoal para autônomo.

Para conseguir, você precisará comprovar a sua renda. E uma forma fácil e simples de fazer isso é por meio dos extratos bancários.

Dê preferência para os extratos dos 3 ou 6 últimos meses. Ou seja, melhor que sejam os mais recentes.

Dessa forma, o banco ou financeira conseguirá fazer a análise do seu perfil financeiro. E estimará o seu risco de inadimplência. 

Dicas para não ter problemas

  • Controle os ganhos e gastos do trabalho;
  • Separe as contas profissionais das pessoais;
  • Pesquise as taxas de juros com atenção;
  • Não comprometa mais do que 20% dos seus ganhos médios mensais com a parcela;
  • Busque fazer uma reserva financeira para períodos em que os ganhos estejam baixos.

Empréstimo pessoal para aposentado

Bem diferente da situação dos autônomos, os aposentados têm mais opções de crédito à disposição, como o empréstimo consignado.

Esse tipo de crédito funciona da seguinte maneira: as parcelas são descontadas direto na folha de pagamento ou benefício. Dessa forma, o tomador não tem opção de dar calote nem mesmo corre o risco de esquecer o pagamento.

Como resultado, os juros cobrados no consignado tendem a ser um dos menores do mercado. Além dos aposentados e pensionistas, costumam ter acesso fácil ao consignado os funcionários públicos. 

Foto: Unsplash

Na iniciativa privada, é mais difícil conseguir, porque você precisa trabalhar em empresas que tenham parceria com os bancos.

Empréstimo para aposentado em tempos Coronavírus (COVID-19)

Por causa da pandemia de Coronavírus, o governo aumentou a margem do empréstimo consignado para aposentados e pensionistas do INSS. 

A nova margem, de 40% do benefício, valerá até 31 de dezembro de 2020. Antes da mudança, o teto era de 35% do que os beneficiários recebiam.

O aposentado ou pensionista pode comprometer até 35% do benefício com empréstimo pessoal. E outros 5% com cartão de crédito consignado.

De acordo com o governo, a medida visa dar acesso a empréstimo pessoal para aposentado com juros menores.

Quem for usar esse tipo de crédito precisa ter cuidado. Quanto maior o comprometimento com o consignado, menor será o valor do benefício que você vai receber.

Ou seja, maior o risco de ficar endividado, pois pode faltar dinheiro para as despesas básicas. Segundo a Caixa, as taxas de juros do consignado variam entre 1,34% e 1,50% ao mês.

E o prazo máximo para o empréstimo pessoal para aposentado é de até 84 parcelas.

Empréstimo pessoal com garantia de veículo

Um outro tipo de crédito que não é tão usado no Brasil é o empréstimo pessoal com garantia de veículo. 

Ele também pode ser feito online e costuma ter taxas de juros atrativas: próximo de 1% ao mês.

No crédito com garantia de veículo, você usa seu carro ou moto como garantia. Ou seja, o bem serve como certeza de que os pagamentos acontecerão no prazo correto.

Por ter essa garantia, os juros são menores. Em contrapartida, se houver inadimplência, o veículo pode ser leiloado para quitar a dívida.

Refinanciamento de veículo

Também conhecido como refinanciamento de veículo, esse tipo de crédito pode ser uma alternativa para o financiamento de automóvel.

Quando você percebe que as parcelas do seu carro estão pesando no orçamento, pode refinanciar o crédito

Em outras palavras, o saldo devedor é calculado com outros juros e taxas e o carro é dado como garantia. Assim, as taxas de juros ficam menores.

Empréstimo pessoal com score baixo

Ter o score baixo é quase o mesmo que ter o nome sujo. É mais difícil encontrar empréstimo pessoal online com score baixo.

Afinal, como falamos anteriormente, ter a pontuação de crédito baixa significa que você tem risco de inadimplência maior. Caso você encontre algum crédito, provavelmente ele não será um empréstimo com juros baixos.

Então tenha muita atenção e pesquise bastante.

Motivos para score baixo

Também é importante saber o motivo de a sua pontuação do CPF estar baixa e buscar resolver a situação. Confira alguns motivos para o score ficar baixo e como regularizar para aumentar a pontuação.

Foto: Unsplash
  • Estar com nome sujo e ficar com dívidas no nome por longos períodos.
  • Fazer muita busca por crédito em pouco tempo. Em outras palavras, ter muitas consultas de empresas no seu CPF.
  • Atrasar o pagamento de contas e faturas.
  • Não ter produtos de crédito, como cartão, empréstimo ou financiamento.
  • Não pagar o valor integral da fatura do cartão de crédito.

5 dicas para aumentar seu score

  1. Negocie suas dívidas e limpe o seu nome o mais rápido possível.
  2. Mantenha seu Cadastro Positivo ativo.
  3. Coloque contas de consumo (água, luz, gás e telefone) no seu CPF.
  4. Pague todas as suas contas sempre em dia.
  5. Contrate algum serviço de crédito e pague a fatura integralmente na data de vencimento.

Melhor financeira para empréstimo pessoal

A maioria das pessoas, quando pensa em empréstimo pessoal, logo imagina Caixa, Banco do Brasil, Itaú, Santander e Bradesco. Não se culpe se você também pensou nos principais bancos. Isso é normal. Afinal, eles não são os maiores à toa.

Mas nem sempre eles são o melhor caminho para conseguir crédito. Atualmente, a concorrência no mercado de crédito tem aumentado rapidamente.

Então, qual é o melhor site de empréstimo online? Como empréstimo bom é aquele que é liberado, a melhor financeira pode mudar de pessoa para pessoa.

Tudo depende da taxa de juros, do Custo Efetivo Total e da condição de pagamento.

Cuidados

Para não correr atrás da melhor financeira e acabar caindo em um golpe, você precisa tomar algumas precauções.

Desconfie quando a oferta for muito vantajosa ou quando não precisa de avalista nem faz consulta na Serasa ou SPC.

Essas facilidades exageradas ou falta de garantias pode indicar que se trata de um golpe. Outros cuidados que são extremamente necessários são: ler o contrato atentamente antes de assinar.

Perguntar caso tenha qualquer dúvida e não assinar o documento se não se sentir seguro. Também não aceite acordos verbais. Peça tudo por escrito sempre. E uma dica que é válida para qualquer situação é nunca assinar fichas em branco.

Conclusão

A busca pelo crédito pessoal pode ter uma série de motivos, mas é importante lembrar que é um compromisso sério.

Antes de contratar um empréstimo, pergunte a si mesmo para que você precisa desse dinheiro. Ele de fato é necessário? Ou é apenas um desejo? A prestação cabe no orçamento familiar?

Além disso, será que não é melhor economizar, juntar o dinheiro e comprar depois? À vista ou com uma entrada maior para pagar juros baixos?

Lembre-se de que se você tiver dificuldades para quitar as parcelas os juros e multas podem gerar inadimplência.

Em conclusão, quando decidir fazer um empréstimo tenha certeza de que é uma opção consciente. Agora que você já sabe tudo sobre empréstimo pessoal online e como fazer o seu, confira as dicas sobre cartão.

FAQ
Qual a taxa de juros?

De acordo com informações do próprio Banco Central, as taxas de juros variam de uma instituição financeira para outra. E não há limites definidos por lei para as taxas cobradas tanto nas propostas online quanto físicas. Ou seja, os bancos e financeiras podem cobrar o quanto quiserem para conceder crédito pessoal. Dessa forma, cabe ao consumidor pesquisar, comparar e só aceitar a proposta que, de fato, couber em seu orçamento. E principalmente que esse crédito não seja um problema a mais na sua vida financeira futuramente. Para isso, analise as suas contas, sua capacidade de pagamento e se as parcelas não ultrapassam 20% do seu salário.

Como eu recebo o dinheiro do empréstimo

No empréstimo pessoal online, as instituições financeiras depositam o valor emprestado em uma conta corrente. As empresas confiáveis só liberam o dinheiro em contas que estão no nome do tomador de crédito. Ou seja, não é possível receber o dinheiro na conta de terceiros. Isso é fundamental para garantir a segurança e idoneidade da empresa com a qual você vai fechar negócio. Quem tem o nome sujo não consegue abrir conta. E quem está no cheque especial, se receber qualquer quantia, terá o dinheiro usado para cobrir o limite da conta. Se esse é o seu caso, antes de buscar crédito, negocie suas dívidas.

Quando começar a pagar?

Antes que você assine um contrato de crédito pessoal online, observe todas as cláusulas do acordo. Entre os principais pontos está a data de pagamento e o eventual período de carência até a primeira parcela. Muitas vezes você começa a pagar o empréstimo entre 30 e 45 dias após a assinatura do contrato. Porém, existem instituições financeiras que dão um prazo de carência maior até você começar a pagar o empréstimo. Eventualmente, esse pode ser um fator de desempate para escolher qual crédito você vai contratar.

Posso escolher a data de vencimento das parcelas?

Sim, entre algumas opções que a instituição financeira vai apresentar para a sua escolha. Uma sugestão é que o vencimento das parcelas não seja antes do dia em que cai o seu salário. Assim, você não corre o risco de atrasar o pagamento porque não tem dinheiro na conta. Da mesma forma, a data do boleto não pode ser muito tempo depois de receber o salário. Pois assim, você poderia gastar o dinheiro e se esquecer do compromisso. E isso não é bom para o pagamento multa e juros por atraso nem para o seu score.

Custo Efetivo Total: por que ele é importante?

De acordo com o Banco Central, o Custo Efetivo Total deve ser apresentado ao consumidor antes da contratação do crédito. O CET deve ser expresso na forma de uma taxa percentual, mensal e anual. E ele deve incluir todos os encargos e despesas da operação de crédito, como tarifas e impostos. A importância do Custo Efetivo Total é exatamente essa, ele reúne todos os gastos do empréstimo. No caso de ser quitado antecipadamente, deve haver a redução dos juros. Cabe às instituições financeiras informar as condições para essa antecipação e o desconto devido.

Empréstimo Para Negativado: Como Fazer o Seu?

Milhões de brasileiros estão com o nome sujo e precisam de crédito para sobreviver. Se você está nessa situação, agora você vai saber tudo sobre como fazer empréstimo para negativado.

Conseguir um empréstimo com o nome sujo não é impossível. Mas existem alguns pontos de atenção para não cair em uma cilada.

Neste texto, você vai saber:

  • Se algum banco faz empréstimo para quem está negativado;
  • Como fazer um empréstimo mesmo com restrição no CPF;
  • O que o autônomo negativado deve fazer para conseguir o crédito;
  • E dicas para quem precisa de empréstimo rápido.

O que é ser negativado?

Antes de mais nada, é importante entender o que é ser negativado e se você realmente está nessa situação. Quando uma pessoa está negativada, significa que ela tem alguma dívida em seu nome. E seu CPF está nos cadastros de inadimplentes dos birôs de crédito, como Serasa, SPC ou Boa Vista SCPC.

Cada uma dessas três empresas possui um banco de dados que reúne informações sobre atrasos nos pagamentos de contas.

Por exemplo, se um consumidor atrasar uma fatura, a empresa pode informar a todos ou a um birô de crédito. Quando esse aviso acontece, o consumidor fica negativado.

Quais as consequências de ficar negativado?

Como você já deve imaginar, não tem muito benefício em estar negativado. As principais consequências são:

  • Você fica com o  Score baixo. Ou seja, a sua pontuação de crédito do CPF cai, o que indica maior risco de inadimplência.
  • Não consegue abrir conta em banco.
  • Dificuldade de acesso a crédito. As empresas que concedem crédito podem se recusar a fazer negócio com quem tem nome sujo. Ou, em outros casos, pode cobrar juros mais altos.
  • Pode não ser contratado para uma vaga de emprego. Apesar da polêmica sobre discriminação, muitas empresas não contratam trabalhadores com nome sujo.
  • Tem que pagar juros e multas pelos atrasos. Esse efeito é o mais óbvio, certo? Todos os serviços têm cobrança de multas e juros em caso de inadimplência.
  • E se for um protesto em cartório, você ainda tem que pagar as taxas do cartório. 

Para evitar todas essas complicações, a sugestão é negociar as suas dívidas o mais rápido possível.

Como saber se estou negativado?

Os três principais birôs de crédito do Brasil oferecem a consulta ao CPF pela internet.  Enquanto Serasa e Boa Vista SCPC oferecem o serviço online grátis, o SPC cobra pela informação.

Serasa

  1. Acesse serasa.com.br
  2. Informe seu CPF e a senha cadastrada. 
  3. Se não for cadastrado ainda, você pode fazer na hora gratuitamente.
  4. Após o login, você verá se tem alguma negativação no seu nome.

Boa Vista SCPC

  1. Acesse consumidorpositivo.com.br
  2. Também é necessário informar CPF e senha.
  3. Caso não tenha cadastro, pode fazer na hora. É grátis.
  4. Depois de efetuar o login, aparecerão as informações sobre dívidas, consulta ao seu nome, Score e Cadastro Positivo.

SPC (Serviço de Proteção ao Crédito)

  1. Acesse spcbrasil.org.br
  2. Clique em “Consultar CPF”
  3. Você será direcionado a uma página para comprar um pacote de crédito para realizar a consulta. 
  4. Basta digitar o CPF, escolher o pacote que você prefere e clicar em comprar.
  5. Depois você precisará se cadastrar, informar seus dados pessoais e realizar o pagamento.

Tem algum banco que faz empréstimo com o nome sujo?

Nem todo banco oferece empréstimo com restrição. Em geral, cada instituição financeira tem as próprias regras. 

Enquanto alguns liberam empréstimo sem consulta ao CPF, outros concedem crédito pessoal para negativados. E há ainda aqueles que não dão empréstimo com o nome sujo ou só emprestam para restrições leves.

Com o passo a passo acima, você já sabe qual é a situação do seu nome na praça. Então, o caminho é buscar os bancos que fazem empréstimo com nome sujo.

Finanzero

A Finanzero é um comparador de empréstimo online que consulta online mais de 30 empresas parceiras. 

Entre as instituições há aquelas que oferecem crédito para negativado. Os prazos de pagamento variam de 6 a 36 meses.

Mas fique de olho! O Custo Efetivo Total das instituições parceiras da Finanzero variam de 2% a 17,90% ao mês.

Simples

A Simplic afirma que mais da metade dos clientes aprovados para empréstimo estão negativados.

A taxa de juros informada pela Simplic para o crédito pessoal pode variar de 15,80% a 17,90% ao mês.

Crefisa

A Crefisa alega ser a única financeira que concede empréstimos para servidor público, aposentado e pensionista negativados. 

Segundo a empresa, a liberação do crédito depende apenas da análise do perfil do consumidor e da documentação necessária.

Para saber as condições do crédito pessoal, você precisa acessar o site da Crefisa e fazer o pedido de empréstimo.

Caixa

A Caixa Econômica Federal tem três opções de empréstimo para negativado:

  1. Empréstimo consignado
  2. Com garantia
  3. Penhor Caixa

No primeiro caso, você precisa ser aposentado e pensionista do INSS, servidor público ou trabalhar em uma empresa conveniada.

Se você não se encaixa nessas classificações, pode optar pelo empréstimo com garantia de imóvel ou do FGTS. 

Ao usar o imóvel como garantia, você consegue até 60% do valor da propriedade. E as taxas de juros são mais baixas do que as outras instituições financeiras.

O lado negativo é que você precisa ter um imóvel para dar como garantia. Se esse também não é o seu caso, ainda pode usar o FGTS como garantia.

Para isso, a Caixa libera o crédito como antecipação do saque-aniversário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço.

A terceira opção de empréstimo com nome sujo na Caixa é o Penhor. Para usar essa linha de crédito, você precisa ter algum objeto de valor, como jóias, diamantes, pérolas, relógios ou prataria.

Bradesco

O Bradesco oferece um tipo de empréstimo sem consulta. Assim, mesmo que está com o nome sujo consegue acesso ao crédito pessoal.

A alternativa é o empréstimo consignado, com desconto na folha de pagamento. Da mesma forma que a Caixa, o Bradesco só oferece esse tipo de crédito para alguns tipos de profissionais.

O crédito consignado é liberado para aposentados e pensionistas do INSS, servidores públicos e funcionários de empresas privadas conveniadas ao Bradesco.

Como fazer empréstimo para negativado?

Como mostramos acima, existem várias alternativas de empréstimo com o nome sujo. O caminho para fazer o seu empréstimo pessoal online começa pelos comparadores de crédito.

Entre os mais conhecidos estão Finanzero, Bom Pra Crédito e Serasa eCred. Todos eles permitem que você busque empréstimo online em várias empresas de uma vez só.

Mas cuidado com essas buscas. Lembre-se de que buscar muito crédito em pouco tempo pode derrubar o seu Score de crédito.

Qual o melhor empréstimo para negativado?

O melhor empréstimo para negativado ou não é aquele que cai na conta, certo? Ou seja aquele que é aprovado para o seu perfil.

O segundo ponto para definir o crédito mais adequado é a taxa de juros. Quanto menores os juros e o Custo Efetivo Total, melhor.

Vamos conhecer um pouco mais sobre os tipos disponíveis de empréstimos com o nome sujo.

Empréstimo Consignado

Vantagem: baixa taxa de juros

Desvantagem: depende de onde você trabalha

Esse tipo de crédito tem o valor da parcela é descontado diretamente do salário ou benefício do INSS. Ele é bastante comum para servidor público, aposentado ou pensionista.

Isso porque eles têm estabilidade. Ou seja, muito dificilmente não receberão o pagamento no dia correto.

Com uma garantia maior de que o salário vai cair corretamente, os bancos têm menos risco de inadimplência.

Assim, a taxa de juros do empréstimo consignado costuma ser próximo de 1% ao mês na maioria dos bancos.

O difícil é conseguir o consignado se você faz parte da iniciativa privada. Isso porque os bancos só liberam esse crédito para funcionários de empresas conveniadas a eles.

Então, você precisa saber se a sua empresa é conveniada a algum banco, para poder solicitar o empréstimo consignado.

Empréstimo com garantia (veículo, imóvel, FGTS)

Vantagem: baixa taxa de juros, maior valor liberado e mais tempo para pagar

Desvantagem: você precisa ter um bem para dar em garantia

Esse tipo de crédito funciona da seguinte maneira: você dá seu bem como garantia de que fará os pagamentos corretamente. 

Se você ficar inadimplente, o banco tem o direito de leiloar o bem para quitar a sua dívida.

Existe tanto empréstimo com garantia de veículo (carro ou moto) como imóvel (casa, apartamento e até terreno).

Como o valor dos bens (veículo ou imóvel) costumam ser mais altos, você consegue uma liberação maior de dinheiro.

O prazo para o pagamento desse empréstimo também costuma ser mais longo. Por exemplo, os créditos com garantia de imóveis chegam até 240 meses para pagar.

Além disso, foi criado o crédito com garantia do FGTS. Neste caso, não é o saldo todo que é dado como garantia, mas o saque aniversário. 

Aquele em que você pode retirar um percentual do saldo no seu mês de aniversário. Para esse tipo de crédito, é preciso ter feito a opção pelo saque aniversário.

Penhor

Vantagem: dinheiro na hora sem análise de crédito e sem fiador

Desvantagem: o limite do empréstimo depende do valor bem penhorado

A Caixa Econômica Federal é a única instituição autorizada a realizar esse tipo de empréstimo no Brasil. O Penhor Caixa é uma linha de crédito sem análise de crédito e sem burocracia.

Você só precisa ter joia, diamantes, prataria, relógios ou canetas de valor. O bem é avaliado na hora por um funcionário da Caixa.

Com o penhor aprovado, você recebe o dinheiro na hora. Para resgatar o bem, basta quitar o empréstimo.

A Caixa informa que essa linha de crédito tem uma das menores taxas de juros do mercado. Em março de 2020, o banco reduziu os juros do penhor para a partir de 1,99% ao mês.

Empréstimo pessoal sem garantia

Vantagem: dá pra conseguir online e rápido

Desvantagem: taxa de juros mais altas

Se você não possui bens para dar como garantia nem para penhorar e não tem acesso consignado, calma! 

Ainda temos mais uma opção no mercado: o empréstimo pessoal sem garantias.

Ele também é conhecido como crédito pessoal. Muitos bancos e financeiras oferecem o acesso a ele até mesmo pela internet.

O problema é que não existe limite para a taxa de juros que pode ser cobrada. Ou seja, existe empréstimo pessoal online por 3% ao mês, e empresas que cobram até 26% ao mês.

O caminho é buscar, comparar e analisar o que é melhor para o seu bolso.

Empréstimo para negativado autônomo

Muito bem, até agora, só falamos sobre empréstimo para funcionários públicos, aposentados, pensionistas ou funcionários de empresas privadas. Mas e os autônomos?

O Brasil tem atualmente quase 30 milhões de profissionais autônomos, liberais ou empresários. 

E adicionado a isso, temos uma alta taxa de informalidade. Ou seja muitos desses profissionais não têm um CNPJ e não recolhem os impostos devidos.

Isso dificulta o acesso ao crédito. Quem busca empréstimo para negativado autônomo tem uma tarefa ainda mais complexa. Mas não impossível.

Primeiro, avalie a possibilidade do empréstimo com garantia. Se você tiver um carro, pode usá-lo como garantia, mesmo autônomo e ainda que esteja negativado.

Algumas empresas oferecem crédito com garantia de imóvel mesmo para quem não é o proprietário. Mas ele precisa fazer parte do contrato. Quase como um fiador.

Então, se você conhece alguém que esteja disposto a te ajudar dessa forma, vale uma conversa. Assim, você pode usar o empréstimo com garantia para conseguir pagar juros menores.

Se precisar de um valor baixo e tiver alguma joia, relógio ou caneta de valor, pode usar o Penhor Caixa.

Empréstimo para assalariado

Vamos assumir que nenhuma das opções que já tratamos até aqui servem para você. E ainda assim, você precisa de empréstimo para assalariado sem fiador.

Bom, existe mais uma opção que não é tão conhecida, mas que pode servir para você: o empréstimo na conta de luz.

Ele é conhecido como empréstimo pessoal alternativo. E costuma ser uma possibilidade para quem está com o nome sujo.

Em geral, a parcela do empréstimo tem limite máximo duas vezes o valor médio da sua conta de energia elétrica.

Para conseguir esse tipo de empréstimo, a conta de luz precisa estar no seu nome. E você deve estar com os pagamentos em dia.

Outro ponto é que o empréstimo na conta de luz ainda não está disponível para todas as cidades do país. Depende da concessionária de energia ter parceria com uma empresa que concede crédito.

As empresas mais conhecidas e que concedem empréstimo na conta de energia elétrica são:

  • Ao longo
    • Oferece o crédito em contas de consumo (energia elétrica, água ou gás)
    • Custo Efetivo Total varia de 13% a 24% ao mês
  • Portocred
    • Taxa de juros varia de 5,50% a 24,41% ao mês. 
    • Nesse valor estão estimados também os empréstimos para não negativados.
  • Plancredi/Crefaz
    • No site da Crefaz, não há informação sobre a taxa de juros.
    • No simulador da Plancredi, aparece o Custo Efetivo Total de 21,36% ao mês.

Atenção!

Nunca, jamais, em tempo algum aceite esse tipo de crédito sem ler as letrinhas pequenas do contrato. Esse tipo de crédito tem as mais altas taxas de juros do mercado!!!

O empréstimo pessoal nos principais bancos têm taxas de juros média de até 5% ao mês para não negativados. 

Para se ter ideia, o cheque especial chega a 8% ao mês. E o rotativo do cartão de crédito tem, em média, 15% de juros mensal.

Empréstimo para negativado é confiável

A cada dia aparecem novas empresas que oferecem empréstimo rápido e online. Mas você precisa ter muito cuidado para não cair em golpes.

Para encontrar empréstimo para negativado confiável, é preciso pesquisar muito em diversas fontes.

Por exemplo: Você deve avaliar as reclamações de outros consumidores em sites como Reclame Aqui e Consumidor.gov.

Converse também com amigos e parentes que eventualmente sejam clientes da empresa que você se interessou.

Outro ponto que deve chamar a atenção é quando há muitas facilidades para liberar o empréstimo com nome sujo.

Se a empresa não faz análise de crédito, não pede garantias e sem fiador, desconfie. Companhias confiáveis fazem análise criteriosa dos consumidores para terem menos inadimplência.

Cuidado com golpes!

Os bandidos estão sempre à espera de pessoas que precisam de dinheiro rápido. E pela internet, eles conseguem atrair muitas vítimas.

A forma mais fácil de perceber uma cilada é quando a “empresa” faz uma cobrança antecipada. Isso é ilegal.

Toda empresa confiável e que tem autorização do Banco Central para oferecer crédito é proibida de fazer isso.

Não pode cobrar absolutamente nada com o pretexto de taxa de análise ou tarifa de administração para liberar o crédito.

Empréstimo para negativado vale a pena?

Acho que essa é a pergunta mais complicada sobre esse tema e não tem uma resposta simples.

Quando uma pessoa está negativada, significa que ela não teve condições de pagar todas as suas contas.

A pergunta que fica é, se pegar um empréstimo com o nome sujo, será que vai conseguir pagar as parcelas?

Ou esse empréstimo vai se somar à outra conta não paga e se tornar uma bola de neve?

De forma geral, qualquer empréstimo só vale a pena se for para trocar uma dívida cara por uma barata.

Se você está negativado, já viu que as taxas de juros para você podem ser as mais altas do mercado. Ou seja, fica difícil fazer a troca saudável.

Outras opções

E se o empréstimo para negativado não vale a pena, qual é a solução?

Bom, esse é o momento de usar a criatividade e de apertar o cinto no orçamento.

  1. Corte todos os gastos supérfluos
    1. Faça o controle do seu orçamento e coloque na ponta do lápis todas as suas despesas. 
    2. Suspenda serviços desnecessários. 
    3. Evite gastos com lazer, roupas e acessórios não essenciais. 
    4. Troque o plano do celular pós-pago pelo pré-pago. 
    5. Reduza o gasto de luz, gás e água.
  2. Venda alguns itens que não usa mais
    1. Livros, discos, DVDs, roupas e acessórios. Junte tudo e faça um brechó.
    2. Use aplicativos e sites de vendas de produtos usados.
  3. Busque formas simples de fazer dinheiro
    1. Algumas opções são fazer entrega em aplicativos de refeição, passear com cachorro
    2. Tenha loja virtual do Magazine Luiza e receba comissão pelas vendas feitas com o seu link.

5 dicas para quem precisa de empréstimo rápido

Para quem precisa de empréstimo rápido e não quer ter problemas, separamos 5 dicas muito úteis.

  1. Comprovação de renda

Toda empréstimo para negativado confiável vai solicitar uma comprovação de renda. Se você não tem holerite ou outros comprovantes salariais, pode usar os extratos bancários.

Em geral, as empresas solicitam os extratos dos últimos três meses da sua conta.

  1. Pesquisar e comparar

Como já falamos antes, é importante pesquisar a credibilidade e segurança da empresa com a qual você vai fazer negócio.

E também é fundamental comparar as ofertas de crédito para encontrar o menor Custo Efetivo Total possível.

  1. Use comparadores e simuladores online

Muitas empresas e sites de comparador de empréstimo oferecem o serviço de simulador de crédito online.

Com isso, é possível ter ideia de quanto o crédito vai custar sem ter que passar pela consulta do CPF. Ou seja a famosa análise de crédito que faz o seu Score diminuir.

  1. Tamanho da parcela

A quarta dica é tomar muito cuidado com o tamanho da parcela, para não ficar muito pesado no bolso. 

Muitos educadores financeiros dizem que você não deve comprometer mais do que 30% do seu salário com dívidas.

Mas se você já tem outros gastos essenciais, não deixe que a parcela ocupe mais do que 15% a 20% dos seus ganhos. ok?

  1. Observe o Custo Efetivo Total

Sim, olhar só a parcela não vale. Você precisa dar atenção ao Custo Efetivo Total. 

Porque mesmo uma parcelinha pequena paga por muitos meses (longo prazo), pode ser um peso no orçamento.

Conclusão

Saber tudo o que há sobre empréstimo para negativado não é fácil. Mas aqui você viu tudo o que importa para quem está nessa situação.

Além de ter mais informação para buscar o empréstimo com o nome sujo, tenha foco em limpar seu nome.

Assim, você consegue aproveitar os benefícios que os não negativados têm, como melhores taxas de juros no crédito.

Se você gostou deste conteúdo, compartilhe com amigos e familiares que podem se beneficiar também.

Atualmente, mais de 60 milhões de pessoas estão negativadas e muitas delas precisam de empréstimo.

Mas é importante que esse crédito ajude e não piore a situação delas.

Perguntas frequentes

O que é empréstimo?

É um tipo de crédito. Um contrato realizado entre cliente e instituição financeira. De um lado, a instituição empresta o dinheiro. De outro lado, o cliente se compromete a pagar o valor em parcelas e com juros combinados no contrato. Diferente do financiamento, o empréstimo não tem um objetivo específico. Ou seja, você pode usar livremente o valor recebido. Todo empréstimo tem juros, IOF (Imposto sobre Operações Financeiras). Frequentemente, também têm tarifas e seguro. Por isso, é fundamental observar o Custo Efetivo Total, que soma todas essas cobranças.

Qual a taxa de juros?

O valor da taxa de juros é livre para as empresas que concedem crédito. Em outras palavras, o Banco Central não impõe limite para os juros cobrados. Portanto, você pode encontrar empréstimos com menos de 1% ao mês, da mesma forma que pode ver taxas absurdas que passam dos 20% ao mês. Assim, quanto mais você pesquisar e comparar, maiores as suas chances de encontrar um bom negócio. E evitar a dor de cabeça de uma dívida cara.

Quando o dinheiro cai na conta?

O prazo para receber o dinheiro de um empréstimo varia de empresa para empresa. É possível encontrar empréstimo rápido em que o dinheiro cai na conta no dia seguinte da aprovação do contrato. No caso do Penhor Caixa, você sai do banco com o dinheiro na mão. Porque a análise do bem é feita na hora.

Quando começar a pagar?

O prazo para o início do pagamento das parcelas é negociado caso a caso com as empresas. É possível que você tenha entre 10 e 45 dias para começar a pagar um empréstimo. Não há muita diferença de prazo quando se trata de empréstimo com o nome sujo ou com nome limpo. A quantidade de parcelas também depende do tipo de empréstimo. Por exemplo, empréstimo na conta de luz pode ser de 3 a 18 meses. Já o empréstimo com garantia de imóvel pode chegar a 240 meses.

O que é Custo Efetivo Total?

O CET (Custo Efetivo Total) é a soma de todas as cobranças feitas em um empréstimo ou financiamento. Nele estão a taxa de juros, impostos e tributos, tarifas, seguro e demais despesas do contrato. A diferença entre taxa de juros e Custo Efetivo Total é que o primeiro é apenas uma parte do todo. O CET é o percentual que reúne tudo o que você vai ter que pagar para ter o crédito aprovado.

E se eu não conseguir pagar o empréstimo?

Infelizmente, as consequências não são positivas. Além de ter mais uma negativação, você ainda terá que pagar multas e juros. E caso tenha feito um empréstimo com garantia, corre o risco de perder o bem, seja imóvel ou veículo. Para evitar isso, pense bem antes de se comprometer com um empréstimo, principalmente se você estiver negativado. Cuidado!

Cartão Senff: Como Fazer o Seu Online?

EmTenho certeza que você conhece todo tipo de cartão de crédito. E agora quer saber como fazer cartão Senff, o Credisenff. Acertei? Maravilha! Aqui você vai ter as respostas das principais perguntas sobre esse cartão de crédito.

  • Como fazer o cartão Senff pela internet
  • Passo a passo para solicitar o seu 
  • Como desbloquear o cartão
  • Quais as vantagens desse cartão

E, claro, muitas outras dúvidas comuns de quem quer ter um cartão Senff.

Como fazer pela internet?

A solicitação do cartão Senff sempre começa pela internet, com um cadastro no site da empresa. Mas você escolhe a forma como prefere enviar os documentos: no próprio site, por e-mail, pelos Correios ou por fax. Sim, alguém ainda usa fax em 2020.

O que preciso para fazer o cartão Senff?

Os requisitos para solicitar o Credisenff são:

  • Ter mais de 18 anos
  • Possuir CPF válido
  • Apresentar comprovante de renda
  • Não ter restrições (negativações) no nome

Passo a passo para solicitar o seu Credisenff

  1. Preencha a proposta de adesão, no site do Senff.
  2. Leia os termos de compromisso e clique em “Concordo”.
  3. Em seguida, preencha o formulário com seus dados pessoais, depois clique em “continuar”.
  4. Informe seu endereço pessoal e de cobrança, e também o tempo em que você mora neste local.
  5. Na sequência, preencha com as informações sobre seu emprego.
  6. Se tiver interesse, pode informar os dados para o cartão adicional. Caso não tenha interesse, basta clicar em “continuar”.
  7. Para finalizar o cadastro, será necessário anexar uma cópia digitalizada de seus documentos.

Caso você não queira enviar os documentos pelo próprio site, pode solicitar o seu cartão Senff das seguintes formas:

  • Correios: envie as cópias dos documentos para o endereço:
    Av. Senador Souza Naves, 1.240 – Cristo Rei
    Curitiba/PR
    CEP: 80050-152
  • E-mail: anexe a documentação e envie para atendimento@senff.com.br
  • Fax: encaminhe os dados por fax para o número (41) 3362 6447

Você também vai gostar

Documentos para pedir o cartão Senff

Não importa de que forma você vai enviar a documentação, site, e-mail, Correios ou fax. A lista de documentos é a mesma para todos os caminhos. Confira todos os documentos necessários:

  • Documento de Identidade (RG)
  • CPF
  • Comprovante de residência atual
  • Comprovante de renda atualizado

Após cumprir todos os passos, é só aguardar que a Senff faça a análise de crédito. E, em seguida se o seu pedido for aprovado, o cartão será enviado para o seu endereço em até 15 dias úteis.

Como desbloquear seu cartão?

Pedido aprovado, cartão em mãos, é hora de desbloquear o seu cartão Senff. Para isso você vai ter que acessar a página de desbloqueio de cartão no site da Senff.

Informe o número do cartão, clique no quadrado “Não sou um robô” e, em seguida, clique em “Iniciar Desbloqueio”. Depois basta seguir as orientações e seu cartão de crédito Senff estará desbloqueado.

Atenção! Somente o titular do cartão pode fazer o desbloqueio do cartão. Ou seja, esse processo serve para a sua segurança.

Aplicativo da Senff cartões para clientes

O app Senff para clientes ajuda a gerenciar os seus cartões da marca e traz muitas informações. Com o aplicativo, você pode:

  • Consultar o extrato e o saldo de seus cartões a hora que quiser sem cobranças.
  • Realizar bloqueio de um cartão para garantir a sua segurança.
  • Verificar os locais que aceitam o seu cartão Senff.
  • Conferir a data de vencimento da sua fatura e o melhor dia para realizar compras.
  • Pagar contas e realizar a recarga celular.
  • Manter seu contato atualizado (telefone e e-mail).
  • Receber notificação sempre fizer compras com o seu cartão.
  • Visualizar o código de barras da sua fatura para fazer o pagamento.

Além disso, você ainda pode consultar as perguntas mais frequentes de outros consumidores. E receber notícias da Senff com dicas de melhores locais para realizar suas compras.

O aplicativo Senff está disponível para celulares ANDROID e IOS

Como mudar a senha do cartão?

Para mudar a senha do cartão Senff, você precisa:

  • Fazer o login no site ou no app Senff.
  • Clicar em “Segurança”.
  • Selecionar “Alterar Senha do Cartão”.

Caso queira alterar a senha eletrônica, o procedimento é outro:

No site:

  • Faça o login no site ou app Senff.
  • Clique em “Minha Conta”.
  • Selecione “Senha Eletrônica”.

No app Senff:

  • Após o login, clique no “Menu” (no canto superior esquerdo do aplicativo).
  • Selecione “Configurações”.
  • Clique em “Alterar Senha Eletrônica”.

Limite cartão Senff

Para consultar o limite do seu cartão Senff, você pode usar o site ou o app Senff. Basta buscar pela opção “Saldo e limites”.

Mas se você quer aumentar o limite do cartão, saiba que a Senff trabalha com uma política de crédito consciente. Dessa forma, é preciso usar todo o limite disponível e pagar as faturas sempre no prazo.

Somente assim, o limite pode aumentar gradativamente com o tempo.

Outra sugestão da Senff é enviar o comprovante de renda sempre que houver um aumento salarial. Com isso, a Senff fará a reavaliação do seu limite.

O comprovante de renda pode ser enviado por e-mail para atendimento@senff.com.br.

Senff: onde aceita?

As lojas credenciadas da Senff podem ser encontradas no site da empresa. Há uma área específica para a rede credenciada Senff (https://www.senff.com.br/rede-credenciada/). 

Então é só você informar o tipo de estabelecimento que você procura, seu Estado, cidade e bairro. A informação dos locais onde você pode usar o seu cartão Senff aparecem no mapa.

Telefone do cartão Senff

A Central de Atendimento Senff possui dois telefones de contato:

  • (41) 3313-1800 para capitais e regiões metropolitanas
  • 0300-789-1167 para as demais localidades

Mas, também é possível falar com a Senff cartões pelo e-mail atendimento@senff.com.br ou pelo Fale Conosco. A empresa também está presente nas redes sociais: Facebook, Twitter e LinkedIn.

O que é a Senff?

A bandeira de cartões Senff é uma marca curitibana que já tem mais de 2 milhões de clientes. Desde o ano 2000, a empresa dedica-se exclusivamente à administração de cartões.

Mas, além de oferecer cartões de crédito, a Senff também oferece diversos cartões de benefício, como:

  • Cartão alimentação e refeição – homologados pelo PAT (Programa de Alimentação do Trabalhador)
  • Benefício do cartão Presente
  • Cartão Farmácia
  • Vale Flex – para adiantamento salarial
  • Serviço de gestão de frotas: Cartão Combustível e Controle de Frota (registro de abastecimentos com limite pré-determinado e fatura unificada). Esse sistema identifica o condutor e serve para inibir fraudes.

Esse é o conteúdo mais completo sobre o cartão Senff que você vai encontrar na internet. Então compartilhe com os seus amigos e familiares que estão em busca de informações sobre esse cartão.