No momento em que você pensa em adquirir um bem de alto valor, é importante conhecer as possibilidades de pagamento. Por exemplo, quando você vai comprar a casa própria ou um carro, uma alternativa ao financiamento é o consórcio. Nesse caso, a carta de crédito é o caminho para o pagamento do bem.

A saber, a carta de crédito é dada para a pessoa contemplada no consórcio. E assim, é possível fazer a efetiva aquisição.

No entanto, o consórcio pode não ser a melhor opção em situações em que o prazo é determinado. Para que você consiga escolher bem entre um financiamento, empréstimo ou consórcio, é preciso fazer contas e ter educação financeira.

Neste texto, vamos explicar o que é a carta de crédito e como ela funciona. Além disso, você também vai ver:

  • Como funciona o consórcio.
  • Tipos de contemplação.
  • Carta de crédito imobiliário e de veículos.
  • Simulação da carta de crédito.
  • Carta contemplada.

E muito mais.

O que é carta de crédito?

Em resumo, a carta de crédito é um documento, também chamado de título financeiro, entregue ao consorciado contemplado.

Em outras palavras, quando a pessoa que tem um consórcio é contemplada por sorteio ou lance, ela recebe a carta. Mais abaixo explicaremos os tipos de contemplação.

Ela serve para que o consorciado compre o bem que desejava quando entrou no consórcio.

Nesse sentido, pode-se dizer que a carta de crédito é o objetivo de quem entra no consórcio.

Como funciona um consórcio?

De fato, para entender um pouco mais sobre a carta, é preciso compreender como funciona o consórcio.

Só para ilustrar, imagine que um grupo de pessoas tem interesse em comprar um bem. Essas pessoas se juntam para fazer a aquisição com as contribuições de todos.

A cada mês algumas pessoas são contempladas e recebem a carta para efetivamente adquirir o bem.

Dessa forma, o consórcio é uma forma de comprar:

  1. Imóveis: seja casa, apartamento ou até mesmo terreno.
  2. Veículos: tanto carro, moto, quanto para caminhão.
  3. Eletrodomésticos: como televisão, geladeira e computadores.
  4. Serviços: cirurgia plástica, viagens, festas etc.

A administração do grupo é feita por uma empresa, chamada consorciadora, que viabiliza o consórcio. Por esse serviço, os participantes do grupo pagam uma taxa de administração.

Todos os meses, um ou mais participantes são contemplados e recebem a carta para comprar o bem à vista.

Desse modo, o consórcio é um tipo de autofinanciamento feito em grupo. Em outras palavras, ele se torna uma alternativa para o financiamento ou empréstimo.

Na prática, você escolhe o valor que quer pagar pelo bem e define por quantos meses irá pagar. Esse é o valor que você vai receber quando for contemplado.

Assim, quando você começa um consórcio não precisa escolher exatamente o que quer adquirir. A escolha pode ser feita depois que você receber a carta de crédito.

Você também pode se interessar por

Empréstimo help! Negativado: Vale a Pena?

Empréstimo para Autônomo no Carnê: Como Fazer

Como Solicitar empréstimo Geru? Vale a Pena?

Tipos de contemplação

Conforme dissemos anteriormente, o consorciado pode ser contemplado por:

  • sorteio; ou
  • lance.

Todos os consórcios realizam sorteios mensais para definir os contemplados do período. O objetivo do sorteio é garantir que todos tenham a mesma chance de contemplação a cada mês.

Para que você possa participar do sorteio, basta manter o pagamento da cota em dia. Então, nada de atrasar ou esquecer de pagar a parcela do consórcio quando entrar em um.

Na maioria dos casos, as consorciadoras utilizam a numeração da Loteria Federal para relacionar à numeração da cota dos integrantes.

A outra forma de contemplação é pela oferta de lance. Ou seja, alguém pode oferecer um valor maior para quitar mais mensalidades e assim ser escolhido para receber a carta.

Quem oferece o maior lance leva. A saber, para fazer um lance competitivo, você precisa fazer uma oferta de pelo menos 15% da carta de crédito.

Como não se sabe quando será sorteado, é importante que não se tenha pressa em ser contemplado. Aliás, essa é uma das principais desvantagens do consórcio: pode demorar muito para receber a carta.

Como funciona a carta de crédito

Agora que você já entendeu como funciona o consórcio, fica mais fácil compreender o funcionamento da carta de crédito.

O documento apresenta o valor que o consorciado escolheu para comprar o seu bem. A carta funciona como uma espécie de vale-compras.

Quer seja por sorteio, quer seja por lance, todo contemplado recebe a carta. Mas antes de efetuar a aquisição, é realizada uma análise de crédito do contemplado.

Em outras palavras, assim como no empréstimo, haverá uma consulta ao CPF e até mesmo o seu score pode ser analisado.

Mais sobre CPF e Score

CPF: O que é? Para que Serve?

Como Consultar CPF Online grátis e rápido?

CPF Suspenso: Como Regularizar?

Consultar CPF pelo Nome: Como Fazer Online?

CPF na Base do Cadun: O que é e Como Resolver?

CPF irregular: O que Fazer? Passo a Passo

O que é Score de Crédito? [GUIA COMPLETO 2021]

Como Aumentar o Score Urgente? [Passo a Passo]

Score Baixo? Saiba Como Resolver Online!

Em seguida, é preciso indicar o proprietário do bem ou fornecedor para que a administradora repasse o valor da carta.

Ou seja, o consorciado não recebe o valor da carta de crédito. O dinheiro vai direto da consorciadora para o vendedor do bem, por exemplo a construtora do imóvel ou loja de veículos.

A principal vantagem é que a carta de crédito equivale a compra à vista. Dessa forma, o contemplado tem muita margem de negociação de desconto.

É possível mudar o valor da carta de crédito?

Ao entender como receber o dinheiro da carta de crédito, é comum pensar em mudar o valor da carta.

Em resumo, as administradoras normalmente aceitam que se aumente o valor da carta de crédito. Entretanto, é necessário consultar as regras do grupo, que pode ter limitações para isso.

Na maioria dos casos, aumentar entre 10% e 20% do valor da carta de crédito é facilmente aceito.

Uma opção para quem quer aumentar muito mais o valor da carta é adquirir mais uma cota.

Por outro lado, a redução do valor, apesar de possível, é um pouco mais complexa. Além disso, também precisa de consulta às regras.

Carta de crédito imobiliário

Conforme as informações acima, a carta de crédito imobiliário serve para adquirir um imóvel que pode ser:

  • casa.
  • apartamento.
  • terreno.

Ou qualquer outro tipo de imóvel residencial ou comercial. Também não importa se a propriedade é nova ou usada. 

A carta de crédito permite que você use o valor como preferir.

Carta de crédito veículos

A carta de crédito de veículos possibilita a aquisição de carros ou motos novos ou seminovos. Mas também existe consórcio para caminhões, embarcações e até mesmo implementos agrícolas.

De forma geral, qualquer um desses tipos de consórcio podem ser adquiridos no Sicoob, Santander, Porto Seguro, Honda, Itaú ou Caixa.

Simulação carta de crédito

Assim como empréstimos e financiamentos possuem ferramentas para simular o valor, também existe a simulação da carta de crédito.

Sem dúvida, a aquisição de um bem como imóvel ou veículo deve ser muito bem analisada. Não apenas para avaliar se a parcela cabe no bolso, mas todos os custos envolvidos.

Por isso, é fundamental usar simuladores de consórcio. Na Caixa Econômica Federal, por exemplo, a simulação da carta de crédito apresenta opção com até 169 meses para pagar.

Negociação Caixa: Como Fazer Acordo de Dívidas?

Embora as consorciadoras digam que não há juros no consórcio, você deve ficar atento à taxa de administração.

Além disso, também é preciso observar o indicador de inflação que fará o ajuste das parcelas a cada ano. Isso é necessário para que o valor da carta não perca o poder de compra com o passar do tempo.

Carta contemplada

Por fim, você já entende como funciona o consórcio e a carta de crédito, agora só falta ter a carta contemplada.

A saber, existe a possibilidade de comprar uma carta de crédito contemplada. Em outras palavras, alguém pode ter sido contemplado, mas prefere ter o dinheiro em mãos.

Assim, o contemplado pode vender a carta por um valor menor para ter o dinheiro, em vez do ‘vale-compras’.

Entretanto, é preciso ter atenção extra para não cair em golpes. Então, para evitá-los procure o banco ou administradora que emitiu a carta de crédito para ter certeza da procedência.

Somente após ter certeza de que não se trata de um golpe, você pode comprar a carta de crédito aprovada.

Em seguida, o procedimento será o mesmo caso você fosse o contemplado.

A carta de crédito é irrevogável

Em um outro mercado completamente diferente do consórcio também existe uma carta de crédito: na exportação.

Nesse caso, a carta é um compromisso de que o pagamento será feito conforme o combinado.

Dessa forma, é muito comum usar a carta de crédito irrevogável. Ou seja, o exportador fica protegido contra prejuízos no pagamento das suas negociações.

Conclusão

Para recapitular, o consórcio é uma modalidade de crédito em que pessoas se juntam para adquirir bens.

Enquanto no financiamento você pega dinheiro emprestado para comprar o bem e depois paga com juros, no consórcio é o oposto.

Primeiro você paga ao banco ou administradora, para depois receber o dinheiro e comprar à vista.

A grande vantagem da carta de crédito é o pagamento à vista para aquisição do bem. Ou seja, maior poder de negociação e possibilidade de desconto.

No entanto, a principal desvantagem do consórcio é o prazo para recebimento do bem.

Então, caso você esteja considerando entrar num consórcio lembre-se disso. O tempo até receber a carta de crédito pode demorar alguns anos. Você está disposto a esperar?

Caso esteja, talvez investir o dinheiro sozinho seja a melhor alternativa. Assim, você não paga taxa administrativa para ninguém.

Por fim, lembre-se de que ter educação financeira e saber investir o seu dinheiro te garantem mais independência e liberdade.