Entenda o que é coparticipação no plano de saúde e se é uma boa alternativa para você.

Você é uma pessoa saudável? Quer uma alternativa mais barata no atendimento médico caso tenha uma emergência? Saiba que possível aliviar a mensalidade ao optar pela coparticipação no plano de saúde.

Acompanhe esse conteúdo para entender o que é um plano de saúde com coparticipação e como funciona esse sistema.

O que é coparticipação no plano de saúde?

Ao contratar um plano de saúde, você tem duas opções: com ou sem coparticipação. 

O plano tradicional é sem a coparticipaçãoE você paga uma mensalidade um pouco maior para ter todas suas despesas médicas atendidas pelo convênio. 

Já na alternativa com coparticipação, você paga uma mensalidade menor do que no plano tradicional. No entanto, a cada consulta, ou exame, será cobrado um percentual. 

Ou seja, o significado de coparticipação é que o cliente paga uma parte de cada serviço utilizado (consulta ou exame).

 

Você também vai gostar

 

Como funciona a coparticipação? 

Em 2018, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) criou regras que protegem quem opta por essa alternativa. A agência reguladora também organizou a forma como a taxa por consulta deve ser cobrada pelas operadoras.  

Regras do plano de saúde com coparticipação 

  • O máximo a ser cobrado pelas empresas é de 40% do valor do serviço prestado; 
  • Há limites mensal e anual, e o valor pago não pode ser maior do que a mensalidade; 
  • Mais de 250 procedimentos médicos ficaram isentos da coparticipação e franquia. Alguns exemplos sãotratamentos de câncer, alguns exames  preventivos, hemodiálise, exames pré-natal e triagem neonatal; 
  • Isenção de até quatro consultas por ano em especialidades gerais, como clínica geral. 

Para quem é indicado o plano com coparticipação

Como você pagará um valor a cada atendimento, é importante que você não seja uma pessoa com uma doença preexistente. Também é sugerido que você precise fazer poucas consultas.

Ao saber essas informações, você pode avaliar a quantidade de vezes que usa um serviço médico ao ano. E assim possa  comparar as alternativas de cada plano. 

Depois de tomar uma decisão, escolha o melhor plano para você. E siga o passo a passo do site do convênio que deseja solicitar.

 

Quais as vantagens e desvantagens da coparticipação?

Vantagens

  • As mensalidades são mais baratas do que nos planos tradicionais; 
  • Você só paga extra quando usa; 
  • Máximo a ser cobrado por serviço médico é de 40%; 
  • As taxas e percentuais em coparticipação são  cobradas em caso de exames,  consultas médicas, atendimentos ambulatoriais e tratamentos. Em caso de internação, tratamentos de quimioterapia, sessões de psicoterapia, demais terapias e cirurgias, não será cobrado. 

 Desvantagens

  • Gasto inesperado.  Não sabemos exatamente quando, e quantas vezes, vamos precisar de um serviço.  mesmo.  Por tanto  você pode  ter que arcar com um gasto a mais  numa emergência. Isso pode ser pior se  as  suas contas estiverem apertadas. Uma dica é sempre deixar um dinheiro de reserva para emergências; 
  • Se você tem uma doença preexistente, faz algum tratamento, não é interessante ter esse tipo de plano.

Plano de saúde com coparticipação vale a pena?

A resposta dessa pergunta depende de cada caso. Se você não tiver riscos com as desvantagens, o plano de saúde com coparticipação pode valer a pena.

 

Como declarar o plano de saúde no Imposto de Renda?

Confira o passo a passo abaixo: 

  • Os gastos devem ser informados na ficha Pagamentos Efetuados, sob o código 26. 
  • Informe o CNPJ e o nome da operadora, o valor pago e a parcela que foi reembolsada; 
  • Informe se os gastos foram feitos com o seu próprio plano, o de um dependente ou de um alimentando; 
  • Siga as instruções do Informe de Rendimentos entregue pela operadora do plano ou pelo seu empregador, caso seja um plano corporativo. Observe também se existe alguma parcela do valor que saia do seu bolso. 

Se preferir, é possível no imposto de renda 2020, importar o documento de rendimento, o que agiliza o preenchimento. Basta selecionar o botão “importar arquivo do plano de saúde”. 

 

Quais os principais planos de saúde com coparticipação?

Conheça os principais planos que oferecem coparticipação. 

Coparticipação Unimed

  • A Unimed é uma operadora de plano de saúde formada por cooperativas. São mais de 300 cooperativas de saúde, 116 mil médicos cooperados, mais de 2 mil hospitais conveniados e 119 próprios.   Para conhecer os planos, acesse os Planos no site.

 

Coparticipação Bradesco 

 

Coparticipação SulAmérica

Coparticipação Amil 

 

Coparticipação Clinipam

A Clinipam é uma operadora de assistência médica do Paraná e a maior dos estados do sSul do Brasil. Ela foi fundada em setembro de 1983 e contam com dois hospitais próprios.

Também tem 17 unidades de atendimento no Paraná e em Santa Catarina, e 9 filiais de seu laboratório. 

Além disso, a operadora tem uma rede de parceiros do ramo da saúde. Se você é do Sul, saiba mais sobre os planos de saúde.

 

Coparticipação Cartão de Todos

O Cartão de Todos é uma alternativa de plano de saúde mais acessível a todos. Ela ela usa o sistema de coparticipação em assistência médica. Se você quer entender mais sobre esse cartão, acesse já e confira

E aí, entendeu como funciona? Se você gostou da coparticipação no plano de saúde, reveja seus gastos médicos e mude de plano.